Busque em todo o blog do Jornal de fato

Entre em contato conosco: defatojornal@gmail.com / 99209-9899

quinta-feira, 15 de março de 2012


Edição 134-Fevereiro/2012
Editorial
Dia Internacional da Mulher: PARABÉNS, mulheres brumadinenses!

“A participação feminina cresceu 2,2 pontos nas empresas (de 11,5 para 13,7%). Em 2001, o avanço foi de 7,7 pontos”, informa a Mátria, 8/3/11, revista da CNTE – CUT. Já é possível ver mulher no comando da PM, pilotando Boeing de grandes companhias áreas e até estacionando navios. Se no governo Collor de Melo havia uma ministra, Lula empossou 5, e, agora, Dilma Rousseff (PT) já conta com  11, além de mulheres em inúmeros outros cargos importantes do Governo, como na presidência da Petrobrás. Além de Dilma, a América Latina também tem avançado na participação política das mulheres, elegendo-as para a Presidência da República de seus países como Isabel Perón e Cristina Fernandez Kirchner, na Argentina; Michelle Bachelet, no Chile; Laura Chinchilla (atual presidenta da  Costa Rica).
Em Brumadinho já podemos ver trocadoras em ônibus da Saritur, gerentes femininas no Superluna, motorista feminina em ônibus escolar, mulheres ensinando em autoescola, duas secretárias municipais de governo, duas vereadoras. São ocupações historicamente dominadas pelos homens. Enfim, o mundo passa por um fenômeno de feminização do mercado de trabalho.
Apesar dos avanços, motivo de comemoração neste 8 de março de 2012, a luta das mulheres ainda é necessária e longa. A própria entrada das mulheres nas profissões masculinas é muito mais relevante do que na década passada, mas isso ainda não se reverteu em igualdade salarial nem na ascensão dessas mulheres. Mulheres ganham menos em quase todas as profissões, apenas 71% dos salários dos homens.
Mas é no campo da violência doméstica que o Brasil apresenta vergonhosos números. O país ocupa o 12º lugar no ranking dos países que registram mais mortes violentas de mulheres. A violência contra meninas, mães, esposas e companheiras é uma triste realidade que o país enfrenta diariamente. A cada, pasmem!, 15 segundos, uma mulher sofre algum tipo de agressão doméstica. “A cada 2 horas, no Brasil, uma mulher é assassinada por motivo passional”, registra Mátria. A agressão contra a mulher é um ciclo longo, a vitima não é morta de uma hora para a outra. Trata-se de uma terrível cultura machista que precisa ser atacada seriamente. Tão machista, tão arrasadora que, segundo levantamento da Delegacia de Defesa da Mulher da cidade de São Paulo, 70% das mulheres voltam a viver com o agressor. Submetidas a uma vida de servidão e dependência financeira, além da obrigação de cuidar dos filhos, se veem obrigadas a manter o relacionamento, apesar das agressões. Daí que não basta a inserção no mercado de trabalho, é necessária, também, a igualdade de oportunidades para possibilitar à mulher sua independência, inclusive, financeira.
Ainda no campo das agressões, se os quase 6 anos de vigência da Lei Maria da Penha é mais um motivo para se comemorar, há de se constatar que ainda há muita impunidade. O uso do telefone 180, que recebe denúncias, pode contribuir.
Por fim, resta clara a necessidade de organização das mulheres do Brasil. Bom exemplo de reivindicação é a politica de cotas. Combinada com outras políticas de gênero, a política de cotas é significativa para o avanço da luta das mulheres, como defende Rosane Silva, da Secretaria Nacional Da Mulher Trabalhadora, da CUT.
Em Brumadinho, estão de PARABÉNS todas as mulheres. PARABÉNS pelo espaço que já ocupam, pelos avanços já conquistados. E que possam, cotidianamente, se organizarem cada vez mais, lutando por dias melhores. É o nosso desejo em mais um DIA INTERNACIONAL DA MULHER. 

Reinaldo Fernandes
Editor


Edição 134-Fevereiro/2012
Saúde
População sofre com mofo no Hospital Municipal
Situação do Hospital mostra descaso da Administração Nenen da ASA (PV) com a saúde dos brumadinenses

O Prefeito Nenen da ASA (PV) tem propagandeado, desde os primeiros dias de seu governo, a construção de um novo hospital na cidade. A propaganda tem sido enorme, pagas com dinheiro público, apresentando maquetes como se fossem construções prontas e acabadas. O Prefeito parece querer fazer acreditar que é uma grande obra, como se construir prédios fosse suficiente para que a população tenha saúde de qualidade. No entanto, enquanto o Prefeito faz propaganda do novo hospital, o Hospital Municipal João Fernandes do Carmo passa por sérios problemas que ficam sem solução.
Na noite do dia 25 de fevereiro, a redação do de fato foi acionada pelo senhor Vicente Neto de Oliveira, que estava indignado. Neto de Oliveira disse que um amigo, Geraldo do Carmo Pereira, estava internado no hospital, com quadro de pneumonia. Segundo ele, Geraldo do Carmo fora colocado em um quarto, ao lado da farmácia do hospital, em condições indignas para um cidadão, especialmente alguém doente como ele. O quarto tinha muito mofo, o que poderia, inclusive, agravar o quadro do Sr. Geraldo. Segundo ele, ainda havia lixo no quarto e, na janela, pelo lado de fora, um ninho de pombos. 
No dia seguinte, Vicente Neto disse à reportagem do de fato que o Sr. Geraldo teria sido transferido de quarto.
Fica aqui o registro para que a Prefeitura tome as providências. Enquanto se espera o novo hospital, é importante cuidar da saúde dos nossos doentes.   
Atendimento em um quarto desapropriado para doentes


Edição 134-Fevereiro/2012
Vereadores Zezé do Picolé e Fernando Japão, do partido de Nenen da ASA, são investigados por MP 
Zezé do Picolé, acusado, dentre outras, de beneficiar sua própria família; e Fernando Japão, que teria usado um celular corporativo  
Os vereadores José de Figueiredo Nem Neto, o Zezé do Picolé (PV) e Fernando Japão (PV) (ambos do partido do prefeito Nenen da ASA, o Partido Verde, PV) estão sendo investigados pelo Ministério Público de Minas Gerais. Segundo informou Maria Alice Alvim Costa Teixeira, titular da 2ª Promotora de Justiça da Comarca de Brumadinho, 3 Inquéritos Civis Públicos foram abertos para apurar acusações contra os dois e outros servidores do Poder Legislativo Municipal.
O Inquérito Civil Público – ICP – nº 0090.12.000003-0 apura não apenas denúncias contra vereadores mas também contra servidores do Legislativo.
Já o Inquérito Civil Público – ICP – nº 0090.12.000005-5 apura denúncias de “uso indevido de veículos da Câmara Municipal de Vereadores de Brumadinho para fins particulares”. O inquérito nº 0090.12.000004-8 apura denúncias de disponibilização de celular corporativo aos vereadores Fernando Japão (PV), “sem supedâneo legal”, afirma a Promotora de Justiça Maria Alice Alvim.  A Promotora baseou-se nas denúncias apresentadas a ela pelo ex-Secretário Geral da Câmara, Cláudio Augusto Teixeira, em fevereiro de 2011.
É a segunda vez que o MP instaura inquéritos contra vereadores. De outra vez, o inquérito, quer exultou num processo, foi contra o ex-presidente da Câmara, Antônio dos Santos Vieira, o atual vice-prefeito de Nenen da ASA, Toninho da Rifel. Toninho foi processado e tornado ilegível, ficando impedido de disputar eleições neste ano. No entanto, inquérito contra outros vereadores que não fossem presidente da Câmara, é a primeira vez na história de Brumadinho.

Para entender o caso

Em 10 de fevereiro de 2011, o ex-Secretário Geral da Câmara, Cláudio Teixeira, foi até o Legislativo numa sessão do Plenário e apresentou uma série de denúncias contra José de Figueiredo Nem Neto, o Zezé do Picolé (PV), ex-presidente do Legislativo Municipal e seu ex-chefe. Teixeira acusou Zezé do Picolé (PV) de improbidade administrativa, ou seja, praticar crimes administrativos, agir em desacordo com as leis no exercício de cargo público. Uma das acusações contra Zezé do Picolé (PV) é a de que ele teria contratado por várias vezes o Buffet Cristina Maciel, empresa de propriedade de sua irmã, Cristina Maciel, que, segundo Teixeira, seria “casada” (manteria “união estável”) com Valdemar Barcelos Júnior, o Juninho, irmão do prefeito Nenen da ASA (PV).
Outra irregularidade que teria sido cometida por Zezé do Picolé (PV) teria sido a disponibilização, “sem qualquer amparo legal”, de um aparelho celular corporativo e respectiva linha para o vereador Fernando Japão, tarefa cumprida pela servidora Daniele Rose Barcelos, sobrinha do prefeito Nenen da ASA (PV).    
Outra acusação séria que Cláudio faz ao ex-presidente da Câmara, Zezé do Picolé (PV), foi a de permitir o uso indevido dos veículos do legislativo municipal. “A utilização irregular de veículo da Câmara Municipal de Brumadinho era rotineira por parte do presidente”, garantiu o denunciante. A esposa de Zezé do Picolé teria sido levada inclusive em Alfenas, aproximadamente 640 Km de distância de Brumadinho, ida e vinda. A viagem seria para a esposa de Zezé do Picolé (PV) visitar os parentes. E o servidor teria recebido “diárias e reembolso de despesas por esta viagem.”     
Ainda faziam parte do pacote de acusações de contratações ilegais levadas a cabo pelo ex-presidente da Câmara, José de Figueiredo Nem Neto, o Zezé do Picolé (PV), como a da sobrinha do prefeito Nenen da ASA (PV), Daniele Rose Barcelos.

CPI acusou Zezé do Picolé (PV) de chefiar “esquema criminoso” na Câmara

Uma CPI - Comissão Parlamentar de Inquérito – foi aberta na Câmara, apurou as denúncias e concluiu que Zezé do Picolé agiu diversas vezes de forma “criminosa” e “imoral”. O Relatório Final pediu indiciamento e abertura de processo de cassação de Zezé do Picolé (PV); indiciamento da sobrinha do prefeito Nenen da ASA (PV), Daniele Rose Barcelos; devolução de dinheiro aos cofres públicos pelo ex-presidente e pelo vereador Fernando Japão (PV).
A CPI apontou como principal beneficiada pelo “esquema criminoso” a irmã do ex-presidente Zezé do Picolé (PV), Cristina Maciel. De acordo com o Relatório Final”, o esquema criminoso consistia em enviar “carta-convite (sem atender ao que prescreve a Lei 8.666/93) a três empresas para participarem de concorrência pública de prestação de serviços de buffet.” Entre essas empresas, estaria uma empresa-fantasma, “Vilma Festas e Decorações” e uma empresa de autopeças, Maxi Qualifield Ltda – do mesmo grupo da Max Peças, que montou uma loja na avenida do Bananal depois que Nenen da Asa (PV) venceu as eleições. Nota fiscal de uma padaria teria sido emitida “nas dependências da Câmara Municipal de Brumadinho, quando o talonário de notas estava na posse da Senhora Cristina Maciel”. 
Segundo a CPI, mesmo quando o Buffet Cristina Maciel apresentava maiores preços, e havia “orçamentos contrários ao que determina a lei”, e outra empresa “ganhava” a concorrência, era sempre o Buffet Cristina Maciel que prestava o serviço. Carta-convite enviada a empresa não especificava “itens com quantidade e qualidade”, o que é ilegal de acordo com a Lei das Licitações, 8.666. A CPI concluiu que havia um “’Esquema criminoso’ para o Buffet Cristina Maciel ganhar a licitação”
Segundo as conclusões da CPI, “a má utilização, a fraude, e o abuso de poder (de Zezé do Picolé) restaram incontestes”, resultando “no enriquecimento ilícito da irmã do ex-presidente e de outros particulares”. O Relatório concluiu que o Buffet Cristina Maciel usou as empresas Helena Karam Amorim – ME e Maxi Qualifield de maneira “previamente combinada e criminosa” para dar “formato de legalidade ao certame e à prestação de serviços”, no esquema criminoso de favorecimento comandado por Zezé do Picolé, irmão de Cristina.

Telefone corporativo usado por Fernando Japão e uso de veículos oficiais

“Ficou comprovada a indevida utilização de aparelho celular corporativo pelo Vereador Fernando Japão (PV), no ano de 2009, disponibilizado por Daniele Rose Barcelos, e custeado por dinheiro público”, disse o Relatório.
Em seu depoimento à CPI, o ex-servidor Júnior José Mendes, o Juninho do Brumado (também, do Partido de Nenen da ASA, o PV), admitiu que praticara irregularidades transportando pessoas com os veículos da Câmara, inclusive outros vereadores  e o próprio secretário geral da Câmara.

Mais uma Manifestação contra Nenen da ASA

Em 2009, a Administração de Nenen da ASA (PV) enfrentou manifestações dos moradores do Parque da Cachoeira, que protestavam contra a criação do Aterro Sanitário. Moradores chegaram a bloquear a estrada que leva à Vale, em Córrego do Feijão, num sábado de manhã, por várias horas.  Em 2010 a Administração de Nenen da ASA (PV) se viu obrigada a conviver com a irritação da população por causa do aumento do IPTU em até 2000%. Depois de protestos na Câmara, abaixo-assinado e um projeto de lei de iniciativa popular, Nenen se viu obrigado a reduzir o imposto, o que fez em 2011. 
No final de 2011, foi a vez dos militantes do movimento “Abrace a Serra da Moeda” de protestar, com uma passeata e manifestação em frente à Prefeitura em pleno 23 de dezembro.
Agora, o protesto é de caminhoneiros. No ano passado, o prefeito tinha decretado que caminhões de minério não poderiam mais transitar dentro da cidade. Era uma resposta à reclamação de parcela da população que sofria com a poeira e barulho intenso. Mas depois da reclamação de motoristas, o prefeito suspendeu a proibição, que voltou recentemente.

Manifestação

Na segunda feira, 27 de fevereiro, motoristas se reuniram em frente à Praça de Esportes (Quadra Municipal), xingaram muito, ensaiaram uma carreata que não aconteceu. Na sexta-feira, houve nova reunião e tentativa de conversar com o prefeito. Segundo informações que nossa reportagem obteve de um caminhoneiro, o prefeito Nenen Barcelos não os receberam mas seu irmão, o Secretário de Obras e Serviços Urbanos e também de Governo, Alcimar Barcelos, o Cid.
Até o fechamento da edição, a faixa continuava lá no trevo, proibindo os caminhões de circularem.

Edição 134-Fevereiro/2012
Governo Dilma libera dinheiro para Brumadinho ajudar aos atingidos pela enchente

Brumadinho recebeu R$100.000,00 (cem mil reais) do convênio nº 671310, do MINISTERIO DA INTEGRACAO NACIONAL do Governo Dilma Rousseff (PT). O objeto do convênio é o “atendimento aos atingidos por desastre natural”, ou seja, pela enchente do início do ano.  De acordo com o Ministério da Integração Nacional, a liberação se deu no dia 17/02/2012.
As informações foram enviadas ao jornal de fato pelo Ministério. Segundo a Integração Nacional, “o objetivo da divulgação desses dados é ampliar a transparência pública e estimular a participação e o controle social”.

Edição 134-Fevereiro/2012
Dicas 
Para viver mais e melhor

Por Reinaldo Fernandes
O que não nos mata nos fortalece

Qualquer coisa que não o matar o tornará realmente mais forte. Pode acreditar! E como você não vai ficar morrendo por aí ao-deus-dará, aprenda com cada ataque que receber. Às vezes a vida nos apronta umas e outras. E por vezes a gente acha que não vai aguentar. Aguenta! O importante é estar sempre atento para aprender. Inclusive aprender a perdoar as besteiras dos “amigos”, o ódio do inimigo, a antipatia simplesmente gratuita que algumas pessoas têm da gente, as mesquinharias, as futilidades. A juventude é uma idade linda, ninguém discorda (e alguns querem até permanecer eternamente nela...). Mas a maturidade traz a tranquilidade, a serenidade, a compreensão maior dos outros.
Força pra você, leitor! Força pra todos nós! É isso. 

Edição 134-Fevereiro/2012
Incentivo à leitura
Estante do Saber, em Aranha: exemplo a ser seguido

Quem visita o Supermercado Ourives em Aranha se vê diante de uma iniciativa muito legal, muito criativa, a Estante do Saber. Trata-se de uma prateleira, próxima de um dos caixas, cheia de livros. Ali, quem quiser, pode retirar livros e levá-los para casa. Quando terminar de ler, pode devolvê-lo, ou pode aceitar a sugestão de passa-lo adiante, como preferir o freguês.
A ideia, contou à nossa reportagem Arnaldo Rogério Mendes, o Arnaldo do Fued, surgiu através de um amigo. Arnaldo, um dos pais da ideia, conta que o amigo, um médico, já havia implantando um projeto parecido no Condomínio fechado Retiro do Chalé e sugeriu que fizessem o mesmo ali no supermercado, ideia aceita de pronto. A ideia era incentivar a leitura, partindo do princípio de que muita gente não lê por diversas razões, entre elas a falta de dinheiro para adquirir livros e por não ver livros por perto. Então, a partir do final de 2009, o projeto foi colocado em prática.   
“A rotatividade dos livros é impressionante”, conta empolgado Arnaldo. E lembra de um senhor, de 53 anos, que não lia desde que saíra da escola. Agora, depois da Estante do Saber, “ele viciou”, conta Arnaldo.
A Estante do Saber aceita doação de quaisquer livros, de qualquer pessoa. “Agora não há barreiras para a pessoa não ler”, finaliza feliz Arnaldo do Fued. 

Edição 134-Fevereiro/2012
Cão é maltratado em Soares
Moradores culpam administração pelo descaso com os animais

Moradores do Soares reclamam de tratamento dado a um cão por motorista da Prefeitura municipal, com posterior morte do animal. E do descaso da Administração de Nenen da Asa (PV) com os animais soltos na rua. Segundo Ilka Karla, dois cães foram soltos no bairro Soares e escolheram se abrigarem numa antiga escola da localidade. Lá eles permaneceram durante 6 meses. Acontece que a Escola foi transformada em posto de saúde, e os animais foram expulsos do local.
Um deles – o que aparece na foto - ficou muito doente. “Quando profissionais da saúde viram o estado critico do cachorro simplesmente o jogaram para fora sem prestar nenhum socorro”, reclama Ilka, referindo-se especialmente a um motorista da Prefeitura, que, seguindo alguma ordem, encarregou-se de enxotar o animal.  
Ilka diz que “este não é o único descaso da má administração de Brumadinho com os animais”. Apesar de ter levado o cão doente para sua casa e ela e a sua família terem cuidado dele, o animal não resistiu e faleceu dias depois da expulsão. 

Edição 134-Fevereiro/2012
Nivers e mais nivers

No dia 3 de fevereiro o Sr. Dico festejou mais um verão. Ainda em fevereiro, no dia 24, Elio Matuzinho Prado comemorou mais um ano de vida. “Parabéns. Que Deus lhe abençoe! Beijos de toda sua família”,  desejou sua irmã Cida.
Sr. Dico do Jota
O mês de março é de festa para a professora Luciana de Souza Assis (Residencial Bela Vista), que soprou velinhas no dia 2. No dia 4 foi a vez do coordenador do grupo de discussão “Manifesta-te, Brumadinho” (http://www.facebook.com/groups/manifestate.brumadinho/)  o jovem e inteligente Gibran Dias. Gibran comemorou com um jantar em família no dia 3.
Dois petistas, Custódio Antônio Passos, o Toddy (Santa Efigênia), e o pagodeiro Denilson Silva comemoraram no dia 5. E quem comemora dia 12 é nosso amigo Sérgio Machado, da Farm Center.
O maestro Anderson
Os nivers de março não param! O locutor, professor e piadista de primeira linha Arnaldo Rodrigues de Souza recebe abraços e beijos no dia 13. No dia 14, nossa amiga Priscila Paraguai (Farmácia São Geraldo) recebe nossos cumprimentos. E no dia 19 será a vez de Anderson Hernany Cordeiro, o maestro da Banda São Sebastião. O jovem Taiguara Fernandes fecha o mês, comemorando no dia 26.  
Taiguara com Geicy Cristinah
A todos os aniversariantes, nossos votos de muitas felicidades, muitas alegrias, muita paz no coração. Parabéns pra vocês!

Formatura

Nosso amigo Israel Ferreira formou-se em Técnico de Informática. O evento de colação de grau aconteceu no dia 2 de março, na Câmara Municipal.  Parabéns, Israel, por mais esta vitória! Foi uma grande conquista! 

Edição 134-Fevereiro/2012
Carnaval
Olha o Bloco da Mentira Deslavada aí, gente!

Em Brumadinho sempre aconteceram carnavais, nos últimos 30 anos, pelo menos. A exceção fica por conta do ano de 2001, depois da maior enchente na cidade nos últimos 50 anos. Nos anos de 1996, 1997, 1998, 1999 (este feito pela população civil na Avenida do Bananal), 2000, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, o carnaval aconteceu normalmente na cidade.
No entanto, a Administração Nenen da ASA (PV) parece ser esquecida da realidade. De duas, uma: ou a Administração de Nenen da ASA anda muito esquecida ou é mentirosa e prepotente mesmo. Nas noites de carnaval deste ano, o locutor Warley Duarte encheu o peito para dizer, por várias vezes, que Nenen da ASA “resgatou o carnaval em Brumadinho, carnaval que tinha deixado de acontecer há vários anos”.
A Constituição Brasileira, em seu artigo 37, Inciso XXI, § 1º proíbe que o prefeito use dinheiro público para enaltecer seu nome, como estava fazendo Warley Duarte. Além de agir de forma ilegal, o prefeito Nenen da ASA botou o Bloco da Mentira Deslavada pra quebrar.
Curiosamente, Warley Duarte é o mesmo locutor que fez locução de carnavais anteriores à Administração Nenen da Asa.  

Edição 134-Fevereiro/2012
Dicas de um alimentação equilibrada
Você sabe a diferença entre diet e light?

Por Aline Maciel
O consumo dos produtos diet ou light vem crescendo rapidamente por causa da grande preocupação que as pessoas têm com a alimentação saudável e também com o corpo. Esses termos utilizados nos rótulos podem confundir o consumidor na hora de escolher um produto.
Os produtos diet são aqueles alimentos que são livres de algum dos seguintes componentes: carboidratos (açúcares), lipídios (gorduras), proteínas ou sódio. Esses alimentos são produzidos para o consumo de pessoas que devem ter uma dieta controlada em algum dos componentes citados acima. Um exemplo disso são os diabéticos que fazem o controle da ingestão de açúcares (ou carboidratos). Com a retirada de um componente de um alimento, o valor calórico pode diminuir e isso pode acontecer com o alimento diet, em que o seu valor calórico pode estar reduzido em comparação ao convencional ou padrão.  Contudo essa regra não é valida para todos os alimentos. Há casos em que isso não ocorre e a retirada de uma substância leva à substituição por outra, podendo ele ter igual ou maior valor calórico que o outro que não é diet. Um exemplo clássico é o chocolate diet que não tem adição de açúcar, mas para não alterar sua consistência é adicionado mais gordura tornando-o tão calórico quanto o outro.
Os produtos light devem ter uma redução mínima de 25% de carboidratos, lipídios, proteínas ou do valor calórico se comparado ao alimento convencional. Sendo assim, esse tipo de alimento pode ser utilizado para diversos fins como, por exemplo: a redução da ingestão calórica e assim poder auxiliar  na perda de peso.
Tanto os produtos diet como o light são de grande valia no controle e prevenção do diabetes, triglicérides elevados, pressão alta, colesterol ruim elevado, obesidade e diversas outras doenças. Então, o que comprar: um alimento diet, light ou convencional? Depende do seu objetivo. Por exemplo: se você é diabético e procura controlar a ingestão de açúcares, utilize alimentos diet em que na embalagem estiver escrito “sem açúcar” ou “livre de açúcares”, ou você pode optar pelo light quando encontrar escrito “sem adição de açucares” ou “teor reduzido de açúcares”. Vale lembrar que, no caso acima, o produto light como dito só tem menor teor de açúcar e o diet não contém açúcar. Deve-se ter muita atenção na embalagem do produto principalmente nas informações nutricionais e comparar sempre o alimento convencional do diet ou light para compra correta e seu objetivo seja cumprido. Outra postura muito importante é não consumir em dobro ou à vontade somente porque o produto é diet ou light.

Edição 134-Fevereiro/2012
Espaço Poético

Trazemos nesta edição mais 3 poesias do V Concurso de Poesias do Jornal de fato. Desta vez trazemos os trabalhos da poeta de Ribeirão das Neves, Dirlaine Mayre; e da brumadinense Juliana Aparecida Gomes Oliveira.
Dirlaine Mayre é graduanda do 8º período do Curso de Relações Públicas da Faculdade Anhanguera de BH. Além de amante do cinema, adora ver desenhos animados ao lado do filho, trabalha com recreação infantil e tem como um dos hobbies preferidos a dança. Participou pela segunda vez do Concurso de Poesias do de fato, desta vez com o poema “Eu me basto”.
Juliana Aparecida Gomes Oliveira é bacharel em Direito e participou com três poesias, “Brumadinho” (publicada na edição especial 131, dez/2011) , “Tempo” e “Língua”, que publicamos agora.
Vamos aos poemas.

Eu me basto!

Poeta: Dirlaine Mayre

Nem sei por onde começar...
Mas de início queria entender!
Entender o que faz uma pessoa entrar na vida de outra e simplesmente sair, sem a menor satisfação...
Entender que realmente a “outra” não precisa de satisfação...
E mesmo que merecesse não obteve nem um telefonema sequer...

Entender por que alguém consegue espontaneamente ser tão doce e gentil...
Entender os abraços envolventes e apertados...
Entender os calorosos beijos...
Entender os sorrisos simultâneos...
E entender o porquê de uma efusão de “amor tão grande”...
Pra nada...

Seja como for...
Fiz valer quem sou.
Não quis ser quem não sou, fui autêntica, fui eu o tempo todo!
Entendo-me sempre, mas nem sempre me faço entender!
Pode ser este um grande defeito entre minhas qualidades...
DOU-ME DEMAIS!

Dou os sentimentos que cultivo...
Dou as carícias que dedico...
Dou os beijos que tenho guardados...
Dou a atenção despretensiosa...
Dou o corpo que queima em desejos...
Dou o coração rastelado...

Perdi-me, e não sei onde estou
Não no meu caminho
Mas no caminho de que atravessou o meu
Entre iniciar, entender e doar
Algo de mim se perdeu...

Perdi a confiança no ser humano
Por ser o “ser” tão falso e medíocre
Perdi a fé nas citações de Clarice Lispector
Por achar que ela “viaja” demais.
Perdi a vontade de ouvir Paula Fernandes

Por achar cada nota um hino à falsidade!

Enfim
Faço das minhas palavras meus sentimentos
E dos meus sentimentos, minha atitudes
Que a felicidade me espere em algum lugar
Mas que não dependa de um ser pra se instalar
Pois que se há necessidade de alguém para desejar ser feliz...
Já sou,
Pois já me tenho e isso me basta!


Língua

Poeta: Juliana Oliveira

Palavras são só palavras,                                                                                                                                   
Mas ela, tudo pode mudar                                                                                                                            
Bastam alguns movimentos                                                                                                                                    
E o mundo pode desmoronar

Ele pode agradecer,                                                                                                                                      
Também pode exaltar,                                                                                                                                               
Ela pode ferir                                                                                                                                                          
E também magoar

Ela é bem pequena,                                                                                                                                              
 E dentro de nós está,                                                                                                                                  
Indomável, envenena                                                                                                                                   
Pode amaldiçoar

Usada de um jeito torto,                                                                                                                                          
Faz perder a calma,                                                                                                                                 
Contamina todo o corpo                                                                                                                          
Corrompe a alma

Varão perfeito,
É aquele que de algum jeito,                                                                                                               
Consegui-la domar                                                                                                                                    
Podendo bater no peito                                                                                                                                   
Se conseguir domesticar

Está dentro de todos nós                                                                                                                                     
E faz uso da voz                                                                                                                                                          
Para se pronunciar                                                                                                                                                                            
Par ter calma, ter paz                                                                                                                                       
Basta a Língua dominar

Edição 134-Fevereiro/2012
Só rindo

De um suporte técnico de informática
Essa aconteceu em um Suporte Técnico de Informática. Segue o diálogo entre o técnico e cliente:
- Help Desk Assistência, posso ajudar?
- Sim, bem... estou tendo problema com o Word.
- Que tipo de problema?
- Bem, eu estava digitando e, de repente, todas as palavras sumiram.
- Sumiram?
- Elas desapareceram. Nada.
- Nada?
- Está preta. Não aceita nada que eu digite.
- Você ainda está no Word ou já saiu?
- Como posso saber?
- Você vê o Prompt C: na tela?
- O que é esse 'promete-se'?
- Esquece. Você consegue mover o cursor pela tela?
- Não há cursor algum. Eu te disse, ele não aceita nada que eu digite.
- Seu monitor tem um indicador de força?
- O que é monitor?
- É essa tela que parece com uma TV. Ele tem uma luzinha que diz quando está ligado?
- Não sei.
- Bom, olhe atrás do monitor, então veja onde está ligado o cabo de força. Você consegue fazer isso?
- Acho que sim.
- Ótimo. Siga para onde vai o cabo e me diga se ele está na tomada.
- Tá sim.
- Atrás do monitor, você reparou que existem dois cabos?
- Não.
- Bom, eles estão aí. Preciso que você olhe e ache o outro cabo.
- Ok, achei.
- Siga-o e veja se ele está bem conectado na parte traseira do computador.
- Não alcanço!
- Hum. Você consegue ver se está?
- Não.
- Mesmo se você ajoelhar ou se debruçar sobre ele?
- Ah, não, tá muito escuro aqui!
- Escuro?
- Sim, a luz do escritório tá desligada, e a única luz que eu tenho vem da janela, lá do outro lado.
- Bom, acenda a luz então!
- Não posso.
- Por que não?
- Porque estamos sem energia.
- Estão... sem energia?!
Longa pausa...
- Ah! Ok, descobrimos o problema agora! Você ainda tem a caixa de papelão e os manuais que vieram com o seu micro?
- Sim, estão no armário.
- Bom! Então, você desconecta o seu sistema, pega tudo, empacota e leva de volta para a loja.
- Sério?? O problema é tão grave assim?
- Sim, temo que seja.
- Bom, então tá. E o que eu digo na loja?
- Diga que você é burro demais pra ter um computador!!!

A importância de falar língua estrangeira
O ratinho estava na toca, e do lado de fora o gato:
___ Miau, miau, miau...
O tempo passava e ele ouvia:  
___ Miau, miau, miau...
Depois de várias horas e já com muita fome o rato ouviu:  
-Au! Au! Au!
Então ele deduziu:
___ Se tem cachorro lá fora, o gato foi embora. Saiu disparado em busca de comida. Nem bem saiu da toca, o gato CRAU!... 
Inconformado, já na boca do gato, perguntou: 
___ Pô gato!!! Que palhaçada é essa, você latindo?
E o gato respondeu: 
___ Meu filho, hoje nesse mundo 'globalizado' quem não falar pelo menos dois idiomas morre de fome!

O que as mulheres ouvem, em pleno Dia Internacional da Mulher:

Cantadas Power de Pedreiros
· Me joga na panela, me chama de miojo, espera 3 minutos e vem que tá gostoso! 
· Meu nome é Alceu... Alceudispor!
 
· É seu aniversário hoje?? Porque você está de parabéns!
 
· Ô terra boa pra prantá mandioca!
 
· Você é sempre assim, ou tá fantasiada de gostosa?
 
· Se essa bunda peidasse confete....seria carnaval o ano todo!
 
· Vamos tomar alguma coisa? Que tal um banho?
 
· Suspende as fritas... o filé já chegou!
 
· Você não usa calcinha, você usa porta-jóia!
 
· Gosta de achocolatado? Posso ser TODDYNHO seu!
 
· Cerveja é boa no verão, você é boa em qualquer estação!
 
· Meu Deus, um COXÃO desses e eu dormindo no chão lá em casa!
 
· Seu nome é mentira? Porque é boa demais pra ser verdade!
 
· Todas essas curvas, e eu sem freio nenhum!
 
· Vamos trocar chocolates? Eu te dou Sensação e você me dá Sem Parar?
· Seu nome é Tais??? Porque você TAISPETACULAR! 
- Vou te roubar pra mim, porque roubar pra comer não é pecado!