Busque em todo o blog do Jornal de fato

Entre em contato conosco: defatojornal@gmail.com / 99209-9899

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Edição 157 – Dezembro/2013
Editorial
Presente de 75 anos: IPTU mais barato para brumadinenses e fim da Taxa de Esgoto

Enquanto Brumadinho completa 75 anos de emancipação política, Prefeito, Secretários e vereadores mostram que, com dedicação e força de vontade política, pode-se fazer muito. Os vereadores acabam de votar uma proposta que reduz o IPTU residencial em 28%. Além disso, para quem fizer o pagamento à vista, terá mais um desconto, de 15%. O Projeto de Lei amplia ainda a isenção, contemplando aposentados com até 3,5 salários mínimos, o que pode significar uma grande parcela da população, e praticamente uns 90% de aposentados, já que esses recebem bem pouco, via de regra. Para viabilizar a redução do IPTU, os políticos tiveram que botar a cabeça pra funcionar, e buscar saídas diante das proibições da Lei de Responsabilidade Fiscal, a Lei Complementar 101/2000.
Reinaldo Fernandes
Editor
Por outro lado, os políticos brumadinenses mostraram uma postura mais contundente em relação às mineradoras, aumentando em 20 vezes o valor do alvará de funcionamento. Ao mesmo tempo em que cidades vizinhas como São Joaquim de Bicas cobram até quase R$ 1 milhão anual para liberação do alvará, Brumadinho, vergonhosamente, cobrava apenas nove mil reais de empresas com a Vale, mineradora mais rica do que inúmeros países do Planeta.
E em meio às comemorações dos 75 anos, uma resposta para os desmandos da COPASA: a lei 2025/2013, aprovada recentemente, proíbe a empresa de continuar cobrando a Taxa de Tratamento de Esgoto sem prestar o serviço, mais uma atitude corajosa de nossos políticos. É claro que a empresa pode “chiar”, pode recorrer da lei, mas precisa aprender a tratar o Município com respeito que sua população merece.

E, às vésperas do Ano Novo, vamos torcer para que 2014 seja muito melhor, que nossa cidade se torne cada vez um lugar melhor para se viver e ser feliz. Que encaremos nossos desafios de frente, na certeza de que a luta leva às grandes conquistas. Que venha 2014!     
Mensagem do Reinaldo do PT

O Vereador Reinaldo Fernandes (PT) deseja a todas e a todos, a cada brumadinense, que as festas de fim de ano e início de 2014 sejam como uma boa lei, assim: 

     CÂMARA MUNICIPAL DE BRUMADINHO
     Praça da Paz Carmem de Oliveira Gonçalves – s/nº – São Conrado – Brumadinho – MG – CEP: 35.460-000
Gabinete do Vereador Reinaldo Fernandes – Partido dos TrabalhadoresDescrição: Estrela-PT

PROJETO DE LEI Nº ......../2013

       Dispõe sobre o melhor aproveitamento do tempo do Natal no âmbito do Município de Brumadinho – MG e do mundo, estipula o ano de 2014 melhor do que 2013 e dá outras providências.

O povo do Município de Brumadinho, por seus representantes na Câmara Municipal aprovou e eu, Vereador Reinaldo Fernandes, sanciono a seguinte lei:

Art. 1º Fica decretado que, no Município de Brumadinho, toda dieta se reverterá em benefício do prato vazio de quem tem fome, e que ninguém dará ao outro um presente embrulhado em bajulação ou escusas intenções.

Art. 2º Fica decretado que o tempo gasto em “amigos-ocultos”, que o tempo gasto em lojas, em shoppings, que o tempo gasto em fazer laços em embrulhos de presentes seja muito inferior ao dedicado a dar abraços.

Art. 3º Fica decretado que as mesas de Natal estarão cobertas de afeto e, dispostos a renascer com o Menino, trataremos de sepultar iras e invejas, amarguras e ambições desmedidas, para que o nosso coração seja acolhedor como a manjedoura de Belém.

Art. 4º Fica decretado, também, que o ano de 2014 será muito melhor do que 2013, e que nosso céu de cobrirá de estrelas cheias de esperança.

Art. 5º Fica decretado que todos que nos acompanham nesta luta permanente pela dignidade humana terão o Natal e o Ano Novo mais belo do mundo.

Art. 6º Esta lei entre em vigor na data de sua publicação.

Art. 7º Revogam-se as disposições em contrário, em especial todo pessimismo, toda vaidade e todo ressentimento.


Vereador Reinaldo Fernandes
Partido dos Trabalhadores - PT

Sala das Sessões, dezembro de 2013


Um grande a braço a todos! 
Edição 157 – Dezembro/2013
Vereadores votam redução no IPTU

A população de Brumadinho termina o ano com uma ótima notícia, pagará um IPTU menor em 2014. A diminuição no valor do IPTU foi votada na última sessão do Legislativo Municipal, no dia 20 de dezembro. A proposta, feita pelo Poder Executivo, resultou num IPTU 28% mais barato. Além disso, para quem pagar à vista, serão mais 15% de desconto. Assim, o valor pode chegar a quase 40% menor do que em 2013. Um IPTU de R$ 200,00, por exemplo, cai para R$ 144,00. Para pagamento à vista, cai para R$ 122,40, totalizando um valor 39% menor do que o valor pago neste ano.

Aumento da isenção

Além de um IPTU menor em 2014, mais gente não pagará o imposto no próximo ano. O projeto votado pelos vereadores aumenta o número de isentos, que não precisarão de pagar o imposto. Pela lei anterior, 56/2009, estão isentos os imóveis com área edificada de até 90 metros quadrados, desde que o proprietário tenha renda de até 3 salários mínimos mensais (equivalente a em torno de R$ 2.172,00). A lei votada pelos vereadores no dia 20 aumenta a isenção. A partir de agora ficam isentos também os aposentados que recebem até 3 salários mínimos e meio, ou seja, em torno de R4 2.534,00. “Esta nova isenção vai ajudar a muita gente”, disse o vereador Reinaldo Fernandes (PT). “Os aposentados, de modo geral, recebem muito pouco, dificilmente chegam a 3 salários e meio; então essa isenção é importantíssima, vai contemplar muita gente”, acrescentou Reinaldo.
De acordo com a proposta da Prefeitura, para fazer jus à isenção, o aposentado só poderia ter uma única fonte de renda. O vereador Reinaldo Fernandes alertou ao Secretário de Fazenda, Luizinho do Zeca, para que fosse retirada a palavra “única”, para que não houvesse injustiça. “Falei com o Luizinho para que retirássemos a palavra “única” porque o mais importante era o limite de renda de até 3,5 salários mínimos. Se houvesse um aposentado com uma única fonte de 2 mil e quinhentos reais, por exemplo, e outro com duas fontes de dois salários mínimos, este último seria prejudicado”, explicou o petista. “O Secretário compreendeu nossa preocupação”, completou.            

Processo para diminuir o IPTU

Embora o IPTU tenha sido diminuído apenas agora, na votação do dia 20 de dezembro, a discussão sobre sua diminuição aconteceu desde o início do ano. O maior problema era a Lei de Responsabilidade Fiscal-LRF. A Lei Complementar Federal nº 101, de 4/5/2000, proíbe o prefeito de reduzir impostos. Para reduzir impostos ele deve aumentar a receita (art. 14 da LRF). O aumento abusivo do IPTU foi um absurdo e desastroso ataque de Nenen da ASA e dos vereadores ao povo de Brumadinho. Mas o pior de tudo é saber que, ao fazer isso, prefeito e vereadores não pensaram nas outras consequências da Lei de Responsabilidade Fiscal. Saber que a Lei não permitia que o prefeito simplesmente voltasse atrás na questão do IPTU era o maior estrago, a maior herança maldita que os vereadores da legislatura passada e o prefeito deixaram para os cidadãos e empresários de Brumadinho. Dessa forma, o Governo e vereadores deveriam buscar saídas não muito simples.

Reuniões 

No dia 1º de fevereiro, o vereador Reinaldo Fernandes (PT) e seu assessor Gibran Dias estiveram reunidos com o Secretário de Fazenda, Luizinho do Zeca; o Procurador Geral do Município, Walter Matozinhos; Cerson Machado, Departamento de Arrecadação e o prefeito Antônio Brandão para tratar do assunto. Na reunião ficou acertado que a Administração faria uma série de estudos para verificar o que poderia ser feito na tentativa de reduzir o imposto.

Outras melhorias no IPTU

Outra atitude da Administração do prefeito Brandão foi mudar a data de pagamento do imposto, do início do ano para o mês de maio, dando um tempo à população para “respirar” das inúmeras contas de início de ano.
Ainda no mês de maio, o governo enviou Projeto de Lei aos vereadores para anistiar dívidas menores e perdoar juros e multas.  O Projeto de Lei Complementar Nº 02/2013 propunha perdão para em torno de 1550 famílias, que deviam até R$ 300,00. Uma emenda do vereador Reinaldo Fernandes (PT)aumentou esse valor para R$ 350,00, beneficiando mais 240 famílias, totalizando em torno de 1800 famílias beneficiadas com a anistia (perdão) de suas dívidas. O vereador Reinaldo Fernandes (PT) apresentou também uma emenda ao Projeto que permitiu, além do perdão de juros e multas, o parcelamento da dívida. No conjunto, mais de 4.000 contribuintes foram beneficiados. “Isso é dinheiro no bolso da população, foram emendas importantes, que contribuíram para melhorar a vida das pessoas, e que contaram com o apoio importante dos meus colegas vereadores”, avaliou Reinaldo à época.
 
Mais reunião

No dia 21 de outubro, nova reunião discutiu propostas para diminuir o valor do IPTU. A prefeitura apresentou algumas propostas que poderiam levar à redução do imposto. Já o vereador Reinaldo Fernandes, que tinha feito estudos também sobre a questão, apresentou uma proposta que permitia à Prefeitura “zerar” o IPTU, ou seja, isentar a toda a população, tese defendida também pelo vereador Hideraldo Santana (PSC). O vereador Reinaldo Fernandes (PT) propôs a atualização do valor do alvará de funcionamento para as 16 mineradoras que atuam na cidade. Reinaldo queria que as mineradoras pagassem R$ 500.000,00 (quinhentos mil) por ano.
Todas as mineradoras precisam desse alvará para exercer suas atividades. Nas cidades vizinhas de Brumadinho, o valor do alvará sofre grande variação. Brumadinho é a cidade que cobra o menor valor entre todas as cidades: enquanto São Joaquim de Bicas cobra até R$ 890.000,00 (oitocentos e noventa mil reais) por ano, Brumadinho cobrava R$ 9.000,00 (nove mil reais) no início do ano, quantia reajustada para 12 mil. A proposta de Reinaldo permitia que a Prefeitura aumentasse sua arrecadação de menos de 200 mil reais anuais com alvarás par as mineradoras para R$ 8.000.000,00 (oito milhões). Como Brumadinho arrecada em torno de 4 milhões com o IPTU, a proposta de Reinaldo permite que a Prefeitura arrecade o dobro disso com os alvarás para as mineradoras. Assim a Administração pode isentar toda a população do IPTU. O vereador petista defendeu sua ideia lembrando que Brumadinho situa-se numa das regiões mais ricas em minério de ferro do mundo. As mineradoras extraem em Brumadinho cerca de 5 bilhões de reais por ano de nossas serras. A Vale, por exemplo, é uma empresa mais rica do que inúmeros países do Planeta.

Redução no próximo ano

A ideia de cobrar mais das mineradoras, proposta pelo vereador Reinaldo Fernandes (PT) foi acatada em parte pela Administração. Através de um projeto de lei, o governo propôs aumentar o valor dos alvarás em 10 vezes. O vereador petista queria aumentar em aproximadamente 50 vezes. Na negociação feita com o Executivo, o vereador acertou um aumento de 20 vezes, atrelado à nova redução do IPTU em 2014 – para valer em 2015. A Prefeitura preferiu a cautela, não reduzindo tanto o IPTU, ficando nos 28%. Na proposta de Fernandes, deixando parte do aumento dos alvarás para 2014, já fica garantida a receita (exigência da Lei 101) para nova redução do IPTU.   

A história do IPTU


O Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU – em Brumadinho estava bem defasado. Na campanha eleitoral de 2008, o então candidato a prefeito Nenen da ASA (PV), prometeu que ninguém mais pagaria IPTU residencial em Brumadinho. No entanto, a promessa não foi cumprida. Pelo contrário, os vereadores da época votaram uma proposta de IPTU enviada por Nenen da ASA (PV), aumentando o imposto em até 2000%, o que causou muita revolta na cidade. Um movimento foi criado no município, sob a liderança de Reinaldo Fernandes, pela diminuição do IPTU, a fim de levar os valores a níveis normais de reajuste. Primeiro foi entregue ao governo municipal um abaixo-assinado com mais de 3 mil assinaturas. O governo não se sensibilizou e manteve o IPTU alto. Então a população apresentou à Câmara o primeiro Projeto de Lei de Iniciativa Popular da história de Brumadinho, com centenas e centenas de assinaturas. Mesmo assim, os vereadores se mantiveram irredutíveis, acataram as ordens de Nenen da ASA (PV) e, usando de manobras, passando por cima do Regimento Interno da Câmara, arquivaram o Projeto Popular. Depois de um ano de luta e uma dezena de idas da população à Câmara, no ano seguinte, vésperas de eleições municipais, o então prefeito foi obrigado a voltar atrás, retrocedeu, acatou o pedido popular em parte, diminuindo o imposto à metade. A população, mesmo assim, não o perdoou, rejeitando-o nas urnas. Rejeitou também os vereadores: dos 9, apenas um conseguiu a reeleição.                  
Edição 157 – Dezembro/2013
Eleição do PT-Brumadinho: filiados optam por mudança

O PT de Brumadinho tem nova direção. Os filiados foram às urnas no dia 10 de novembro, para eleger, diretamente, os Presidentes nos níveis municipal, estadual e nacional, e as direções (Diretórios Municipais) também nos três níveis. E Brumadinho, pela primeira vez nos 28 anos do Partido, houve disputa para eleger o Diretório Municipal. Duas chapas se apresentaram para representar o Partido nos próximos quatro. A chapa “Juntos para seguir em frente”, de situação, era encabeçada pelo Secretário Municipal de Ação Social, Rogério Luzia Fernandes Maciel, com apoio da então Presidente, Mara Karam. Ana Lúcia Gonçalves, Múcio Ananias Lara e Christie Temporim, que exercem cargo de chefia/confiança na Secretaria de Ação Social eram da chapa, junto com vários outros do Governo Municipal. A chapa tinha ainda apoio da maioria da então Executiva, como Neire José Rosa, Secretário de Formação.
Já a outra chapa, “Recuperar o Brilho do Partido e Avançar”, tinha os petistas históricos. Encabeçada por Nara Paraguai, era composta ainda pelo vereador Reinaldo Fernandes, pela ex-vereadora Lilian Paraguai e ainda Israel Ferreira, Maria Luzia, “Toddy”, Ilza Maia, Marcos da Sapatinha, dentre outros, como Margarida Mello.
Os candidatos à Presidência eram Nara Paraguai e o Secretário Municipal de Ação Social, Rogério Luzia Fernandes Maciel. Quarenta e quatro filiados estavam aptos a votar, dos quais 39 compareceram às urnas. A ex-vereadora Nara Paraguai venceu as eleições com 72% dos votos (28 votos) contra apenas 28% do Secretário de Ação Social, Rogério Luzia Maciel, que obteve apenas 11 votos, um menos dos 12 aptos que trabalham com ele na Secretaria.

Secretário é derrotado também no diretório

Na disputa para o Diretório Municipal, a derrota do Secretário Rogério Luzia foi ainda mais acachapante. Sua chapa obteve apenas 7 votos (20%). Nem mesmo membros de sua chapa, que trabalham na Prefeitura junto com ele, votaram a favor. A chapa formada pelo vereador Reinaldo Fernandes, Lilian Paraguai, Israel Ferreira, Toddy, Marcos da Sapatinha, Maria Luzia, Antônio Ronaldo, Serginho Augusto, Ilza Maia, Margarida de Mello, Jane Alves Fernandes, Marilza Alvares, e ainda, Gilson das Mercês, Milton Roque, Nevita Paraguai, Heli Prado, Mônica Carmo e Natalina de Paula obteve 80% dos votos.       

Posse tumultuada

A posse do novo Diretório foi marcada para o dia 10 de dezembro. A regra do PT é a chamada proporcionalidade. Cada chapa preenche o Diretório com o percentual obtido nas eleições. Assim, de um diretório de 22 pessoas, a chapa de Nara Paraguai ficaria com 18 nomes; e a de Rogério com 4. A mesma proporcionalidade deve ser respeitada na composição da Comissão Executiva do Partido, assim como na Comissão de Ética e no Conselho Fiscal, de quatro membros cada.
No dia da posse, quando a recém empossada presidente Nara Paraguai consultou o Secretário sobre a indicação dos nomes, ele informou que teriam se reunido e decidido não participar da composição. No entanto, parecia haver outras intenções por parte do Secretário e seus aliados.

Gritos: derrotados levam ata e lista de presenças


A posse foi tensa. A filiada Ana Lúcia Gonçalves se exaltou e dirigiu-se aos gritos contra outros filiados. Assim que a Presidente informou que o diretório seria formado então apenas com membros da chapa majoritária, o Secretário Municipal de Ação Social, Rogério Luzia Fernandes Maciel, disse que ia levar a lista de presença. Já o Coordenador do SINE, Christie Temporim, pegou a ata da reunião e disse que não ia entregá-la, saindo com o documento, o que foi registrado em ata como uma “atitude desvairada”. 
Edição 157 – Dezembro/2013
 “Prêmio” do Secretário de Assistência Social custou mais de R$ 7 mil

Recentemente a Secretária Municipal de Assistência Social anunciou que o Secretário Municipal de Ação Social, Rogério Luzia Fernandes Maciel, teria recebido um prêmio que o colocaria entre os 50 melhores secretários do Brasil. A própria Prefeitura publicou em seu site: “Recentemente Brumadinho também foi agraciado com o Prêmio Responsabilidade Social 2013, entregue pelo Ministério do Desenvolvimento Social.  O bom desempenho na coordenação de políticas públicas municipais de assistência social levou o município de Brumadinho a estar entre os 50 melhores do país em programas de desenvolvimento social, combate a desigualdade e efetivação do Plano Municipal de Assistência Social.”
Como pode se verificar acima, a Administração garante que o prêmio foi “entregue pelo Ministério do Desenvolvimento Social”.
Diante do “prêmio” recebido por Rogério Luzia Fernandes Maciel, a Câmara Municipal de Brumadinho recebeu uma “Moção de Aplauso” ao Secretário. Quando a moção foi colocada em discussão, na reunião do dia 12 de dezembro, o vereador Reinaldo Fernandes (PT) denunciou que o “prêmio” era falso, não era bem um prêmio, e que o Secretário Rogério Luzia Fernandes Maciel teria pagado uma quantia para recebê-lo.

O falso “prêmio”

Reinaldo Fernandes explicou aos colegas que seu gabinete fez uma investigação sobre o prêmio por desconfiar dele, uma vez que era suspeito que uma Secretária, ainda nos primeiros meses de governo, fosse “eleita” entre as melhores do País. Fernandes explicou que existem espalhadas no País instituições picaretas, que vendem esses “prêmios” aos políticos, que, de modo geral, são muito vaidosos. Reinaldo disse que ele mesmo já tinha sido contatado neste ano por uma dessas “entidades”, sob a alegação de que ele teria sido escolhido como o “Melhor Vereador de Brumadinho” e que, para receber o “prêmio”, deveria pagar uma quantia para participar de uma suposta cerimônia de entrega do título. O vereador lembrou que o falecido ex-prefeito Antônio do Carmo Neto foi obrigado a devolver dinheiro aos cofres públicos por ter pagado um desses “prêmios” a alguns anos atrás com dinheiro da Prefeitura. O Vereador Lucas Machado, que é médico, disse que também no seu meio há esse tipo de entidade que dá esse tipo de diploma mediante o pagamento de uma determinada quantia.
No caso do Secretário Rogério Luzia, Reinaldo explicou que o Secretário teve que pagar R$ 2.290,00 (dois mil e duzentos e noventa reais) para ir num dos destinos mais badalados do Brasil, a Costa do Sauípe, pouco depois de Salvador, Bahia. Em passagens, para o Secretário e sua Secretária Adjunta, foram mais de R$ 3.400,00, valor bem acima de uma passagem normal de BH a Salvador, conforme pesquisa feita pelo gabinete do Vereador com mais de uma dezena de empresas. Só até aí, sem contar deslocamento de Brumadinho-BH-Brumadinho, gastos com almoços, jantares, táxis etc, o “prêmio” custou quase R$ 7 mil.
Fernandes explicou ainda que a entidade que vendeu o certificado deu um nome ao evento para ficar parecendo que era evento oficial do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, o MDS. O nome dado pela entidade, a Premium Brasil, foi de “8º Encontro Nacional de Secretários de Assistência Social”. O vereador petista explicou aos seus colegas que, em sua investigação, consultou o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, para saber se o Ministério tinha promovido o Encontro, e recebeu a informação de que o MDS não tinha promovido nem o encontro e nem nada parecido.

“Prêmio” para Secretário de Saúde: R$ 3.990,00

Reinaldo Fernandes aproveitou para informar aos vereadores que a mesma Premium Brasil estava oferecendo venda de prêmio para Secretários de Saúde e que ia promover o “8º Encontro Nacional de Gestores Municipais de Saúde”, também na Costa do Sauípe. O gabinete dissera, por e-mail, que tinha interesse em participar, e recebera uma mensagem eletrônica que dizia: “Sr. (a)  Secretário (a) de Saúde , Favor preencher a ficha e enviar por este mesmo e-mail. Obs: A inscrição só será concretizada  após  o pagamento do boleto que será emitido e enviado ao seu e-mail.” Reinaldo informou que para “dar” o “prêmio” a Secretários de Saúde, o valor era mais alto. Para pagamento até o dia 29/11/2013, a entidade dava um “desconto” e cobrava R$ 3.490,00. “Sem desconto R$ 3.990,00 do dia 30 /11 a 04/12/ 2013”, informava a mensagem, assinada por Fabio Oliveira, Comercial, (047), 9978-2348, e-mail eventos2@premiumbra.com.br, (047) 3366-3382 e 3268-4616.

Depois das informações prestadas por Reinaldo Fernandes, os vereadores acharam melhor não votar a “Moção de Aplauso”. 

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Edição 157 – Dezembro/2013
R-e-t-r-o-s-p-e-c-t-i-v-a- 2-0-1-3

Chegamos ao final de mais um ano. De lutas, de decepções, mas de muitas conquistas também. Abaixo, alguns fatos que marcaram o ano de 2013, veiculados pelo jornal de fato, registrando mais um ano de História de nossa cidade, quando ela completa seus 75 anos de emancipação.

JANEIRO
Morre Paulo Viotti, ícone da cultura em Brumadinho
“Carinho. Admiração. Agradecimento (não necessariamente nessa ordem). Essas podem ser três palavras que traduzem bem o que o público – de Brumadinho e de outras cidades – sente pelo escritor, de verso, prosa e teatro, Vicente de Paula Viotti, o nosso Paulo Viotti. Sentem pelo pintor e trovador. Mas o que mais deve causar esses sentimentos nas pessoas não deve ser o talento artístico de Viotti: é o fato de ele ser um agitador cultural, alguém que pensa na arte não para si, mas para os outros, para engrandecer os outros, para levar os outros para o céu. Porque ele mesmo sabe que “artistas, todos, vão para o céu”. Ele partiu para o céu no dia 21 de janeiro.

Pré-Carnaval é cancelado
A Prefeitura Municipal de Brumadinho se viu obrigada a cancelar o seu o Pré-Carnaval, marcado para acontecer na noite do dia 1º de fevereiro. O evento aconteceria, anteriormente, no Estacionamento na entrada do bairro São Conrado mas foi transferido por causa do temor de enchente, já que o local fica às margens do Rio Paraopeba. A Administração Municipal foi comunicada poucas horas antes de iniciar o evento, ficando impossibilitada de realiza-lo. Uma denúncia formulada por uma aliada do prefeito derrotado nas urnas em 2012 apontou supostas irregularidades na Quadra de Esportes, onde o Pré-Carnaval de 2013 seria realizado.  A festa estava marcada para acontecer a partir das 20 horas e teria a participação de uma banda e uma bateria formada por vários grupos e blocos da cidade.

FEVEREIRO
“Dinis Pinheiro é alvo de investigação da PF por uso de caixa 2 e compra de votos em Brumadinho”
O deputado Dinis Pinheiro é o tipo “boa praça”. Bonitinho, arrumadinho, sorridente, patrocina time de futebol, visita comunidades e distribui sorriso por todo lado. No dia da posse dos vereadores e do prefeito, cá estava o deputado, distribuindo simpatia. O que ele geralmente não distribui são verbas no orçamento de Minas Gerais para o Município, apesar de ser, nas duas últimas décadas, o mais votado em Brumadinho de 4 em 4 anos. Dinheiro mesmo, ele nunca ruma para a cidade. Já arrumou um ou outra ambulância, mas só isso. A estrada que liga Brumadinho a Bonfim, nunca é asfaltada, apesar de tantas vezes garantido por ele que isso aconteceria. Agora, o boa praça está sendo envolvido em acusações pesadas. Segundo o jornal Hoje em Dia, de 8-2-13, agora tem até Polícia Federal na jogada. “A Polícia Federal apura caixa 2 de Dinis Pinheiro”, disse o jornal. Além disso, aqueles 3.190 votos que ele recebeu em Brumadinho em 2010 não teriam sido gratuitos. Ele teria comprado votos, o que é crime. Segundo Rodrigo Lopes, que assinou a matéria, “Os federais têm em mãos farta documentação que pode complicar o futuro político do deputado”.
“A papelada, com dezenas de recibos originais – a maior parte deles assinada por quem recebeu o dinheiro – mostra que Dinis, por meio de seus coordenadores de campanha, teria feito possível uso de caixa 2 e Comprado votos na eleição de 2010.
Um dos cabos eleitorais, que poderá ser ouvido pela PF, confirma a irregularidade e apresenta documentos. Trata-se do advogado Cláudio Augusto Teixeira (irmão do secretário de Saúde de Belo Horizonte, Marcelo Teixeira), que foi um dos coordenadores da campanha de Dinis em Brumadinho”, continua a reportagem.”

“Decreto garante preservação na serra da moeda
A primeira grande vitória da luta que moradores da região de Brumadinho e ambientalistas vêm travando há seis anos chegou por meio do decreto nº059/2013 assinado pelo prefeito de Brumadinho, Antônio Brandão, no dia 27 de fevereiro e publicado no dia seguinte. Ele transforma o trecho Serrinha da Serra da Moeda em uma Unidade de Proteção Integral, ou seja, a partir de agora é proibida qualquer atividade que comprometa os recursos naturais da serra e suas nascentes.
O atual decreto altera o artigo 1º do decreto 087/2012, cria do Monumento Natural Municipal da Mãe D’Água e amplia a área de proteção que agora atinge mais de 500 hectares. Isto significa também a preservação de mais de 30 nascentes, incluindo a Mãe D’Água, responsável pelo abastecimento de grande parte de Brumadinho e que ainda contribui para a recarga hídrica do rio Paraopeba.
A criação dessa unidade de conservação de proteção integral na prática inviabiliza o projeto de mineração na Serrinha, pretensão da Ferrous. O Decreto também proíbe qualquer atividade na zona de amortecimento que comprometa a recarga hídrica das nascentes localizadas dentro do Monumento Natural.”


MARÇO
“Reunião sobre Minha Casa, Minha Vida lota Câmara Municipal

A Câmara Municipal recebeu, no dia 20 de março, o Secretário de Ação Social, Rogério Luzia Fernandes Maciel. O Secretário foi convocado pela Câmara para falar dos programas sociais de sua Secretaria, especialmente o Minha Casa, Minha Vida. O Secretário levou sua equipe, a quem coube falar sobre os programas CRAS, PRO-JOVEM, CREAS, BOLSA-FAMÍLIA, SINE. Mas o assunto que dominou a pauta foi o Programa Minha Casa, Minha Vida. O plenário da Câmara ficou lotado.
A Secretaria de Ação Social informou que a Administração passada perdeu duas oportunidades de implementar o Programa em Brumadinho mas explicou aos presentes que haveria, a curto e médio prazos, duas possibilidades de aquisição da casa própria. Em uma das modalidades, a Prefeitura precisa doar o terreno, e seriam 50 casas (ou apartamentos).
Na outra modalidade, em que a Prefeitura não precisa ofertar terreno, a Secretaria de Ação Social informou que são 200 unidades, com prazo de adesão do governo municipal até 31 de dezembro de 2014.”


Mistérios rondam terreno do Minha Casa, Minha Vida

Durante reunião na Câmara, o vice-prefeito informou que a prefeitura já tinha um terreno para o Minha Casa, Minha Vida, doado pelo Inhotim, e que ele fora doado pela administração Nenen da ASA (PV) a uma empresa do Rio de Janeiro. A informação causou polêmica na reunião.
A reportagem do de fato procurou mais informações sobre o tal terreno, que consta da Lei 1896/2011, e descobriu que ele foi vendido a Bernardo Paz por João Moreira, que depois vendeu para uma empresa do Rio de Janeiro e para mais 18 pessoas. O terreno nunca foi da Prefeitura e uma série de mistérios o envolve.”

ABRIL
Taxa de Esgoto - Copasa pode devolver dinheiro em dobro

Os moradores de Brumadinho que pagam 50% do valor da tarifa de água pela Taxa de Esgoto desde 2008 poderão ter seu dinheiro de volta. O Ministério Público Estadual entrou com uma Ação Civil Pública na Justiça contra a COPASA há duas semanas. O MP propôs a Ação depois que um vereador da cidade reuniu-se com a promotora Flávia Ferreira Roberti e apresentou ao órgão uma Representação contra a COPASA. A Ação pede o fim da taxa de esgoto e a devolução do dinheiro que já foi pago pelas famílias, em dobro, e com juros e correção monetária, até que a COPASA conclua as obras no Município e trate efetivamente seu esgoto. Pede ainda que a COPASA não aumente o valor da Taxa, como já fez anteriormente. Saindo vencedora a Ação em Brumadinho, uma família que pague em torno de R$ 70,00 por mês de Taxa de Esgoto poderá receber mais de R$ 11.000 de volta. No caso de pagamento de uma Taxa de Esgoto de 46 reais mensais, a devolução seria de em torno de R$ 7.700,00. 
O processo recebeu o nº 0014518-28/2013.8.13.0090.”

Secretaria da Educação promove seminário com presença de Augusto Cury

A Secretaria de Educação de Brumadinho realizou, nos dias 11 e 12 de abril, o seu seminário anual, este sob o lema “Educar com amor”.  Cerca de 800 professores, diretores, coordenadores, agentes operacionais da rede Municipal de Ensino de Brumadinho, educadores das redes estadual e particular participaram do evento.
A grande sensação do segundo dia do Seminário foi a palestra do Médico Psiquiatra, Psicoterapeuta, Cientista e Escritor, Augusto Cury.
A palestra era tão esperada que muita gente, mesmo não sendo da Secretaria de Educação e nem mesmo sendo servidor da prefeitura deu um jeitinho de estar presente. Até alguns membros da “oposição” marcaram presença. 
O autor de inúmeros best-sellers de autoajuda – mais de 12 milhões de livros vendidos - abordou a importância do educador como o eterno aprendiz.”

“Servidores municipais têm reajuste de 15%

Os servidores municipais de Brumadinho tiveram um reajuste de 15% em seus salários. O tíquete-alimentação também terá o mesmo reajuste, passando de R$ 318,00 para R$ 365,70 mensais. Dessa forma, o menor salário da Prefeitura passa a ser de R$ 724,50. O maior é de R$ 6.877,00.
Segundo dados levantados pela Controladoria Interna da Prefeitura, este é um dos maiores reajustes salariais nos últimos anos. O reajuste salarial é o maior desde 2003. Em 2009 e em 2010 o ex-prefeito Nenen da ASA não reajustou os salários. Em 2011 foi de 5,03% e em 2012, ano das eleições, de 12,68%.”

MAIO
“Taxa de Esgoto é suspensa

A Taxa de Esgoto da COPASA está suspensa. A juíza Perla S. Brito concedeu Liminar na Ação Coletiva Pública movida pelo MP a pedido do vereador Reinaldo Fernandes (PT). Em sua decisão, tomada no último dia 28 de maio, a Juíza deu prazo de 5 dias para que a COPASA cesse a cobrança. A Juíza decidiu, ainda, multar a COPASA em 5 mil reais diários se a empresa descumprir a decisão. A decisão faz justiça ao comportamento da empresa: em meio às comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, o Município se vê às voltas com o desrespeito da COPASA,  que leva nossa água sem pagar por ela; cobra Taxa de  Tratamento de Esgoto sem tratá-lo, atirando-o em nossos rios, poluindo-os, destruindo a vida aquática. Por outro lado, a Empresa insiste em “enrolar o Município”, e ainda tem a “cara de pau” de pedir “trégua” em relação às multas que recebe da Prefeitura por destruir o meio ambiente.”


JUNHO
COPASA para de cobrar Taxa de Esgoto

Desde a segunda quinzena de junho, a Empresa de Saneamento de Minas Gerais, COPASA, não cobra mais o valor referente à Taxa de Tratamento Esgoto dos moradores de Brumadinho. A suspensão da cobrança da Taxa de Esgoto significa uma economia importante para as milhares de famílias brumadinenses. O valor da Taxa varia de acordo com o gasto de água. Se se considerar uma média mensal na ordem de R$ 50,00 (cinquenta reais) de Taxa de Esgoto, isso significa que, em apenas um mês, os brumadinenses deixam de desembolsar quase R$ 330.000,00 (trezentos e trinta mil reais). Em Brumadinho, segundo dados da Prefeitura Municipal, são 6593 (seis mil, quinhentos e noventa e três) ligações de esgoto. A suspensão do pagamento da Taxa de Esgoto aconteceu depois de uma ação do vereador Reinaldo Fernandes (PT).

Prefeitura descobre irregularidade no aumento das passagens dado por Nenen da ASA (PV) e manda SARITUR voltar atrás

Moradores de Brumadinho pagam menos desde quarta-feira, 3/7, na passagem de ônibus das linhas que atendem ao Município. A Administração Municipal descobriu que o último aumente, dado pelo ex-prefeito Nenen da ASA (PV) era irregular. No apagar das luzes, no dia 27 de dezembro de 2012 – quatro dias antes do fim de seu mandato – o ex-prefeito Nenen da ASA autorizou o aumento sem ouvir o Conselho Municipal de Transporte e Trânsito e o SETRANB, órgão de trânsito de Brumadinho, como manda a Lei. O EX-PREFEITO NÃO TEVE NEM O TRABALHO DE publicar decreto municipal para aumentar o valor das passagens: na próprio ofício do dono da SARITUR, ele “despachou” o aumento. Diante da constatação da ilegalidade, o prefeito Antônio Brandão cancelou o aumento. A notificação à empresa foi feita na última quarta-feira, 28/6.
As passagens voltaram ao preço anterior, ficando R$ 0,30 mais barato. Desde o mês passado o aumento das passagens de ônibus em várias cidades do Brasil têm motivado protestos e manifestações nas ruas. 

Milhões de brasileiros participam de manifestações em todas as regiões do País
Só no dia 21 de junho foram quase 2 milhões, em 438 cidades; atos começaram na capital paulista, espalharam pelas capitais, pelo interior e chegaram a Brumadinho
As manifestações em Brumadinho
“Movimento” “Fora Brandão” reúne cerca de 20 pessoas

As manifestações acontecidas em Brumadinho, nos dias 22 (em Casa Branca), 26 e 29 de junho reuniram poucas pessoas. O cidadão W. F. resumiu bem as razões pelas quais em Brumadinho o povo não foi para as ruas: enquanto no Brasil inteiro as manifestações eram por várias bandeiras de luta, em Brumadinho os opositores do Governo Brandão tentaram tirar proveito partidário. Nas fotos postadas pelos participantes vê-se em torno de 20 pessoas participando. Nesta data, os manifestantes fecharam a ponte por 25 minutos, depois de se reunirem na Av. Vigilato Braga e ficar alguns minutos na Praça da Bandeira.
Sobre a manifestação do dia 26, às 17 horas, disse um dos frentistas do Posto Brumadinho, na entrada da ponte: “Foram umas trinta pessoas do Nenen”.
“É isso que acontece, quando se tenta usar o povo como boi de piranha!”, escreveu no facebook B. A. “Acho que tinha mais fora Brandão nas faixas, do que outras formas de protesto! Bem feito!”, completou ele.
“Fechamos a ponte hoje (...) e com pouca gente mesmo mais dignos de nossa companhia”, admitiu no facebook mais um do chamado grupo “Agora é Transparência”, de oposição ao Governo Brandão.
Apesar de toda a tentativa de tornar a manifestação partidária, mesmo com poucas pessoas, algumas empunharam bandeiras importantes para a cidade como a proteção da nascente Mãe d'água; mais investimento na saúde e educação, com transparência nas contas; melhorias no transporte público e diminuição nas tarifas abusivas cobradas pela SARITUR; pelo fim da Taxa de Esgoto.

Prefeito de Brumadinho "despreserva" nascentes na Serra da Moeda

O jornal Hoje Em Dia, em sua edição de 4/6/13, vésperas do Dia Mundial do Meio Ambiente, trouxe matéria sobre a questão do Decreto Municipal 138, em que o prefeito Brandão voltava atrás em sua decisão de proteção à Serra da Moeda e criava o Monumento Mãe d’água. A matéria foi assinada por Ernesto Braga. Veja o que disse o jornal:
“Prometida durante a campanha eleitoral, no ano passado, pelo atual prefeito de Brumadinho, Antônio Brandão (PSDB), a preservação de 30 nascentes d’água em 500 hectares da Serra da Moeda, na Grande BH, durou menos de três meses.
As nascentes abastecem 10 mil pessoas e estão concentradas no Monumento Mãe D’água, parte da serra transformada em área intocável pelo decreto assinado por Brandão em 28 de fevereiro, dois meses após assumir a prefeitura.
Porém, para surpresa dos moradores que defendem o manancial, o decreto foi revogado em 23 de maio.
Ao contrário da promessa de preservação, feita por Brandão nos palanques, o decreto foi revogado sem 
consulta à população, segundo Beatriz.
A Administração Tunico Brandão (PSDB) garante que o Decreto 138 é o mesmo 59, e que “o Decreto 059/2013, assinado em fevereiro, foi declarado nulo em função de inconsistência técnica. Inadvertidamente a poligonal que define o Monumento Mãe D´Água invadiu os municípios de Moeda, Itabirito e Nova Lima. O novo decreto apenas corrigiu isso”.


IPTU - Lei perdoa dívidas e permite parcelamento

A lei 73/2013 perdoou a dívida de IPTU e de outros impostos municipais de aproximadamente 1800 (mil e oitocentos) famílias. O Projeto de Lei Complementar nº 02/2013, enviado pelo Governo Brandão (PSDB) propunha a anistia (perdão de dívidas) de contribuintes que devessem, em valores originais (sem juros e correção monetária), até R$ 300,00 (trezentos reais). A proposta beneficiava cerca de 1550 contribuintes. Uma emenda, feita pelo vereador Reinaldo Fernandes (PT), possibilitou o perdão para mais 240 (duzentos e quarenta) famílias.
A lei 73/2013 beneficia também os outros contribuintes que devem à Prefeitura mais de R$ 350,00. A lei permitiu o perdão de juros e multas em relação às dívidas de mais de 4.000 contribuintes. O projeto inicial propunha prazos para pagamento à vista mas o vereador Reinaldo Fernandes (PT) atuou também nesse sentido. Fernandes apresentou emenda ao Projeto permitindo, além do perdão de juros e multas e demais acréscimos moratórios, o parcelamento da dívida.

JULHO
Tribunal derruba liminar que suspendia Taxa de Esgoto

Moradores de Brumadinho voltaram a receber a fatura da COPASA com a cobrança da Taxa de Esgoto. A COPASA derrubou na Justiça a Liminar que suspendia a cobrança da Taxa. A COPASA não trata um litro sequer de esgoto em Brumadinho, apesar do contrato assinado com o Município em 2008 para prestar esse serviço. Mesmo assim, o Tribunal de Justiça de MG aceitou como correta a alegação da empresa de que ela pode cobrar pela Taxa porque presta serviços à cidade. No entanto, o desembargador Alberto Vilas Boas, que derrubou a Liminar, deixa transparecer em seu voto que o direito do cidadão não está sendo cassado com sua decisão, e que ele está apenas suspendendo a Liminar (decisão temporária) de não cobrança.
O Ministério Público ainda pode recorrer da decisão do Tribunal.


Galo é Campeão das Américas
O Clube Atlético Mineiro conquistou o título inédito de Campeão da Taça Libertadores da América


Depois de uma belíssima e sofrida campanha na Taça Libertadores da América, o Clube Atlético Mineiro, o Galo, sagrou-se campeão na madrugada do dia 25 de julho. O jogo começou no dia 24, quando o Galo venceu por 2 a 0, o placar de que necessitava para reverter o do jogo anterior (2 a 0 para o time paraguaio Tri-campeão da Libertadores e Campeão do Mundo, Olímpia).  A prorrogação de 30 minutos não resolveu e a decisão foi nos pênaltis. Novamente brilhou a estrela do goleiro Vítor, que defendeu – com seu bendito pé esquerdo – o 1º pênalti do Olímpia, que ainda chutou o último para fora, levando a torcida alvinegra à loucura. Já o Galo não desperdiçou nenhum e nem precisou do gol do R10, o Ronaldinho Gaúcho, que seria o último a cobrar: Alecsandro, Guilherme, Jô – artilheiro da Libertadores - e Leonardo Silva fizeram para o Galo.
A torcida em Brumadinho não deu trégua nas comemorações. Desde a madrugada, o foguetório não parou. No dia seguinte houve carreatas e buzinaço o dia inteiro. Um churrasco regado à cerveja foi degustado em plena Praça da Bandeira, no Centro da cidade.

AGOSTO
“Administração cria o “Bate papo com o prefeito
Um projeto inovador acaba de ser criado pela Administração Antônio Brandão (PSDB). Trata-se do projeto “Bate Papo com o Prefeito”. A ideia aponta no rumo da proposta defendida pelo prefeito durante sua campanha, de fazer um governo com transparência. O Projeto permitirá à população um contato direto com o Chefe do Poder Executivo para perguntar, questionar, obter informações, fazer seus elogios, propor atividades.
O Projeto foi lançado no último dia 14 de agosto. O encontro aconteceu na localidade de Aranha, centro físico do Município. Na oportunidade, os moradores puderam conversar diretamente com o prefeito Antônio Brandão e vários de seus secretários na sede da Associação Comunitária de Aranha, expondo as principais necessidades da população local.

Conselho e Prefeitura realizam 3ª Conferência de Cultura

Aconteceu no dia 10 de agosto a 3ª Conferência Municipal de Cultura de Brumadinho. O evento mobilizou membros da sociedade civil, governo e entidades ligadas à área. O tema abordado este ano foi “Os Desafios do Sistema Municipal de Cultura”. Durante a conferência houve apresentações culturais de artistas locais e palestras, por conta de Maria Aparecida Reis, representante do Ministério da Cultura em Minas Gerais e o ator, diretor e produtor cultural Antônio Grassi, atual Diretor Adjunto do Instituto Inhotim.
A Conferência foi recheada de intervenções artísticas.
A tarde foi de discussões nos grupos que levantaram dezenas de propostas que foram levadas ao voto na Plenária Final. No fim da Conferência foram eleitos 6 delegados para a etapa Estadual.


"Chá com Prosa" é puro show!

Aconteceu na tarde do dia 27 de agosto e quem participou saiu maravilhado da Casa de Cultura. Idealizado por Geni Coelho Moraes, a Casa deu início ao Projeto “Chá Com Prosa”. E com boa prosa, diga-se de passagem.
Para inaugurar o Projeto foram convidados ilustres moradores da cidade, detentores de saberes históricos importantes sobre a vida de Brumadinho. Durante a tarde, os presentes puderam ouvir histórias diversas da boca de Osvaldo Maciel da Cunha, o Seu Dico do Jota; Mardocheu de Souza Parreiras; seu Zé Quintino; seu Severino José Coelho e dona Dagmar Rosa Silva, a dona Dica da Pensão Santa Rosa. Mas não faltaram também intervenções de outros ilustres como D. Maria Conceição Gonçalves Santana, a dona Maria Santana do Zé Barbeirinho; D. Maria de Lourdes Câmpora, a dona Lourdinha do Zé Branco; dona Elza Fonseca, esposa do Sr. Paulo Bernardes da Padaria; D. Efigênia Murta; Isabel Maria da Conceição, a dona Bilica; e Nery Braga.
Sob a coordenação de Andreia Olinda Pinto Campos (Departamento de Cultura), os ilustres foram convidados a falar, discorrendo sobre comércio, política, carnaval, mineração e tantas outras histórias.”


SETEMBRO
Brumadinho F. C. é o grande campeão do torneio Corujão 2013
Um público de quatro mil pessoas na noite de terça feira, 24/9, viu um jogaço de futebol amador, a finalíssima do Torneio Corujão realizado pela Federação Mineira de Futebol com apoio da rede Globo de Televisão. O Brumadinho F. C. conquistou título inédito contra a fortíssima equipe do Grêmio Morro Alto. Conferimos de perto a emoção desta grande decisão no estádio Januário Carneiro, no Bairro Santa Cruz, tradicional reduto esportivo de Belo Horizonte.


OUTUBRO
Plebiscito Popular pede redução da conta de luz
Minas Gerais tem a conta de energia elétrica mais cara do Brasil. O alto imposto cobrado pelo Governo de Minas e sua política de aumentar os lucros dos sócios privados da CEMIG são os responsáveis por esta conta tão alta. O ICMS da conta de luz equivale a 42,86% da conta de energia. Uma família que paga uma conta de R$143, por exemplo, está pagando R$ 43 de imposto estadual (ICMS). Em São Paulo e no Distrito Federal o imposto é de menos de 14%. Ao mesmo tempo em que o Governo de Minas cobra a conta de luz mais cara dos cidadãos brumadinenses e mineiros, o governo não cobra o ICMS das grandes empresas.
Foram essas algumas das razões que levaram centenas de entidades sociais de Minas Gerais, apoiadas por partidos políticos mais populares, a propor um Plebiscito sobre a conta de luz no estado. Plebiscito é um mecanismo de consulta à população para saber se os cidadãos aprovam ou rejeitam determinada questão.
Em Brumadinho, pelo menos três “entidades” participaram da coleta de assinaturas. O Sind-UTE – Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais, subsede Brumadinho – visitou as escolas, onde explicou as razões da votação e colheu votos. A Casa dos Conselhos, que funciona na Secretaria de Ação Social da Prefeitura também recebeu votos. O Mandato Coletivo do Vereador Reinaldo Fernandes (PT), e a vereadoras Alessandra Cristina e Renata Parreiras também colheram assinaturas.


NOVEMBRO
Prefeitura entregará 288 moradias do Programa Minha Casa, Minha Vida

Através do Programa Minha Casa, Minha Vida, 288 casas serão construídas. A informação foi dada pela Administração Municipal em Audiência Pública realizada na Câmara Municipal no último dia 2 de dezembro. A Audiência reacendeu as chamas de esperança na população. Representantes do Governo disseram ao público que enchia a Casa que a Prefeitura tinha protocolou junto à CEF o projeto de implantação do Programa no município. A Audiência reacendeu a esperança da população.


Jornal de fato premia vencedores do VI Concurso de Poesias “Paulo Viotti”
No último dia 30 de novembro, o jornal de fato premiou os vencedores do seu VI Concurso de Poesias. A cerimônia de premiação aconteceu na Câmara Municipal, à noite e contou com participação de poetas, familiares e amigos, além de outras pessoas interessadas em poesias. As poesias enviadas ao jornal somaram 68 trabalhos. A participação foi recorde em relação aos cinco concursos anteriores, com 39 poetas, sendo 19 da capital, 7 de Betim, 1 de Pirapetinga, e o restante de Brumadinho.  O VI Concurso de Poesias “Paulo Viotti” do Jornal de fato foi dividido em duas categorias: a de poetas adultos (acima de 15 anos), com 16 participantes com 36 trabalhos; e de poetas infantis (de 7 a 13 anos), com 32 trabalhos.
Feita a entrega dos Certificados, foram premiados os autores dos “As 10 Melhores” trabalhos. Nove poetas “faturaram” o prêmio: Gilberto Mendes Gomes, Amélia Marcionila Raposo da Luz, Lilian Jacqueline da Silva, Vera Regina Melo Biziak, Valéria das Dôres Moreira, Marcos Henrique Andrade Inácio, Ary de Magalhães Viotti Neto, Nídia Maria de Jesus e Marília de Lourdes Carvalho. O poeta Gilberto Mendes Gomes emplacou as duas poesias com as quais concorreu.
Entre os poetas infantis, os vencedores foram Filipe de Jesus, Gabriele Vitória Pereira de Almeida,; Carla Vitória dos Santos Silva, Milena Ribeiro de Melo, e Heloísa Pinheiro Araújo, que venceu com dois trabalhos; todos esses alunos de Betim, da Escola Edir Terezinha de Almeida Fagundes. Os outros 4 vencedores foram de Belo Horizonte, da Escola Eloy Heraldo Lima, do Bairro Jatobá IV: Ellen Rodrigues Quaresma, Gabriel M. Nascimento, Isabela Aguiar de Paula e Matheus Felipe de Jesus Eleutério.

Os poetas receberam troféu, certificado e um livro de poesias de presente.