Busque em todo o blog do Jornal de fato

Entre em contato conosco: defatojornal@gmail.com / 99209-9899

sábado, 11 de abril de 2015

Edição 172 – Março 2015
Zé e Rita: O Casamento do Ano!



“Está disposto a educar os filhos na lei da Igreja?”, perguntou o Padre Felipe, arrancando risadas de todos, inclusive a sua própria. Antes mesmo de perguntar, ele já sorria, avisando que ia perguntar por que o rito assim o exigia.
Não era para menos: José Gonçalves da Costa, o Sr. Zé, com 84 anos e Rita Marta da Silva, d. Rita, com 77, provavelmente não terão filhos.
E não foi o único momento de descontração no casamento do ano. As centenas de pessoas que lotaram o Lar dos Idosos Padre Vicente Assunção, o Asilo, estavam todas encantadas com o acontecimento. “No meu casamento não tinha nem um terço dessa gente toda”, comentava um senhor.
Alguns dias antes, casaram-se no Civil. E, no Religioso, tiveram todos os direitos que os noivos têm. A começar com a valsa nupcial. Quer dizer, antes foi o atraso de 20 minutos da noiva, que apareceu linda, maravilhosa, olhos brilhando. A reportagem do de fato apurou que ela ganhou até o “dia de noiva”, passando o dia em salão de beleza. E o Sr. José não ficou pra trás. Segundo um dos voluntários do Lar, ele também foi levado ao salão para uma geral. E só se recusou a cuidar das unhas: “Que que é isso, menino, tá me estranhando?”, dissera ele ao ser perguntado se gostaria de “fazer as unhas”.   ´

“Pro resto da vida!”

Padre Filipe comandou a cerimônia. “Eu estou todo atrapalhado, nunca fiz um casamento assim”, confessou ele.  Quando perguntou ao noivo se o amor que ele prometia à Rita era “por toda a vida”, ele disse: “É, sim, Senhor!”. Já ela olhou para ele e disse: “Zé, você não sabe o quanto eu te amo!”, arrancando suspiros da assembleia. Noutro momento, o Sr. Zé não esperou nem o Padre terminar a frase e já completou: “... pro resto da minha vida!”
Feita a troca de alianças, antes da bênção final, Padre Filipe perguntou aos noivos: “Onde vai ser o forró?”, a que o Sr. Zé apressou-se a responder: “O nosso vai ser fora!”, arrancando mais risadas de todos.

Acontecimento histórico

“Um fato inédito em Brumadinho, no Lar dos Idosos. Ficou na história”, disse Itamar Mendes, voluntário do Lar, empolgadíssimo como evento, registrando tudo, quando nossa reportagem perguntou sua opinião. “Muito gratificante a gente presenciar um momento desses. O amor não tem idade”, completou Adilson Sebastião de Souza, 62 anos.
Como tinham direito a tudo, os noivos se sentaram e duas filas se formaram para os cumprimentos, enquanto um sanfoneiro tocava sua Oito baixos. Dali, a noiva Rita foi levada ao quarto que será do casal (sim! Eles terão um quarto só deles!), onde trocou seu vestido de noiva por outro. Em seguida, forma servir o bolo, quando ela aproveitou para brincar e sujar o seu marido, passando-lhe glacê no nariz, enquanto ele ria, feliz. 

Lua de Mel

Nossa reportagem apurou que a Pousada Nossa Fazendinha dera como presente aos noivos uma Lua de Mel. Perguntamos ao Sr. Zé como ia ser, e ele, se derretendo em risadas, disse: “A coordenadora disse que tem gente querendo participar da festa”.
E não faltaram, é claro, os comes e bebes. Enquanto os noivos não se retiravam para sua Lua de Mel, os voluntários do Lar serviam salgados e refrigerantes. Lá fora, um belo carro esperava os noivos para encaminhá-los ao seu leito nupcial.   

Veja abaixo as fotos do casamento, cliques do Editor Reinaldo Fernandes


     






Centenas de pessoas acompanharam a celebração

A noiva, brincando de passar bolo no rosto do noivo


O bolo de casamento


O novo quarto do casal

Nenhum comentário:

Postar um comentário