Busque em todo o blog do Jornal de fato

Entre em contato conosco: defatojornal@gmail.com / 99209-9899

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Edição 173 – Abril 2015


"A utopia está no horizonte. Aproximo-me dois passos e ela se afasta dois passos. Avanço dez passos e ela se distancia em dez passos. E ela só serve para uma coisa: para me fazer caminhar" –
Do argentino Fernando Birre, Diretor de Cinema

A lentidão da Justiça para julgar o Mensalão Tucano ilustra o quanto o Brasil tem praticado um debate com dois pesos e duas medidas sobre a corrupção.
Penso que nós devíamos cobrar da opinião pública brasileira, da mídia, que tem agido como poder judiciário, denunciando e condenando ao mesmo tempo, que a mesma severidade aplicada aos denunciados ligados ao Partido dos Trabalhadores, seja também aplicada aos demais partidos e, particularmente, aos tucanos que hoje posam de guardiães da moralidade pública.
Os erros cometidos pelo Partido dos Trabalhadores devem ser identificados e punidos exemplarmente, mas nós não teremos avanço na democracia brasileira se as mesmas regras e a mesma severidade não forem aplicadas a todos partidos políticos.
Deputada Federal Margarida Salomão

A ditadura, com o AI-5, acabou com o habeas corpus e estimulou o dedurismo, a delação. O que vejo na ação do juiz Sérgio Moro é algo semelhante: a prisão usada como método de investigação e também de tortura, algo que achava que havia sido enterrado na lata de lixo da história pela Constituição de 1988.”
Presidente do grupo Tortura Nunca Mais em Goiás e o ex-preso político Waldomiro Batista, sobre o Juiz Federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato que investiga corrupção na PETROBRÁS e que prendeu, “por engano” recentemente uma cunhada do ex-tesoureiro do PT

Por que a citação do nome de Aécio Neves, pelo bandido Youssef, ainda antes do primeiro turno das eleições do ano passado, não vazou para a imprensa, e o de Dilma vazou?
Por que o escândalo de Furnas, onde Aécio Neves foi citado pelo mesmo Youssef desde o ano passado, não pôde ser investigado por seus comandados; e o rombo no Sindicato dos Bancários que foi presidido por Vaccari Neto há 10 anos pode?
Por que só são libertados os que descambam, 'espontaneamente', para a delação premiada, de dedo em riste na direção 'certa'?
Questionamentos do servidor público Rodolfo Vasconcellos, em carta aberta encaminhada ao juiz Sergio Moro, responsável pela operação Lava Jato

Vocês podem contar com essa presidenta porque vamos estar do lado do interesse dos trabalhadores e trabalhadoras do País.

Presidenta Dilma Rousseff (PT), dia 30 de abril, no twitter, sobre o PL 4330, da terceirização 

Nenhum comentário:

Postar um comentário