Busque em todo o blog do Jornal de fato

Entre em contato conosco: defatojornal@gmail.com / 99209-9899

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Edição 177 – Agosto 2015
Editorial
Guarda Municipal já! Monitoramento por câmeras já! Polícia trabalhando já! Combate às drogas já! Sair da inércia já!

A questão da Segurança Pública não é, nem um problema apenas de Brumadinho, e nem novidade para ninguém. O que assusta em Brumadinho não é nem o aumento da violência, mas a inoperância das autoridades públicas, diga-se claramente, do Estado de Minas Gerais e da Prefeitura.
O Estado não faz sua parte, é verdade. Aliás, é vergonhosa a forma como o Estado trata essa questão. Em Brumadinho, como por Minas inteira, não haveria uma delegacia de polícia civil e um batalhão de polícia militar sequer atuando se os Municípios não fizessem praticamente tudo que o Estado não faz, como ceder servidores, combustíveis e tudo o  mais. Nesse aspecto, cabe ao município a cobrança, sem tréguas, ao governador, contando com a ajuda dos deputados, para que essa situação seja modificada.
Por outro lado, não basta às prefeituras, incluindo a nossa, apenas cobrar e ficar “à espera de um milagre”, esperando por ajuda que pode demorar muito a chegar. Como o aumento da violência não espera, não cabe a nós esperar. A hora é de arregaçar as mangas e agir!
É verdade também que precisamos de mais policiais nas ruas. Mas isso não basta! “O buraco é mais embaixo!” Nossas atitudes também precisam sê-lo.
“Implementar a Guarda Municipal” urgentemente, “Criar campanhas permanentes de prevenção à violência e ao uso de drogas”, “implementar programas de recuperação de drogaditos”, “incentivar a população para adoção da Rede de Vizinhos e de Comércio Protegidos”, “promover a melhoria da iluminação pública do Município com adoção de novas tecnologias”, “criar o Conselho e o Fundo Municipal de Segurança Pública”, “implantar o sistema de videomonitoramento na região central do Município”, “criar e implementar políticas públicas para nossa juventude”. Essas são algumas atitudes que devem – e com urgência! – ser tomadas pela Administração Municipal para mudar a realidade atual. São propostas já públicas – existem outras -, fruto da reflexão e do trabalho sério de uma comissão formada depois de uma audiência pública que discutiu o assunto há alguns meses atrás.
O que falta, então, para que o problema (sério) da in-segurança em nosso Município seja atacado? Ao que nos parece, falta decisão da atual administração municipal. Falta atitude, falta iniciativa, falta vontade de atacar nossos problemas. Por que essa bendita Guarda Municipal, para falarmos de uma única iniciativa, não é implementada, depois de mais de três anos e meio da atual administração? Que lerdeza é essa?
Nossos administradores – prefeito e secretários, especialmente – precisam tomar consciência de que estar na administração não quer dizer apenas receber um bom salário ao fim de cada mês, além de ter poder sobre as pessoas, e outros poderes que o cidadão comum não tem. É preciso uma nova postura, é preciso mostrar trabalho. Chega de paradeza! Chega de inércia!        


Nenhum comentário:

Postar um comentário