Busque em todo o blog do Jornal de fato

Entre em contato conosco: defatojornal@gmail.com / 99209-9899

sexta-feira, 13 de maio de 2016


Edição 185 – Abril 2016
Sob a liderança de Reinaldo Fernandes, vereadores se colocam ao lado dos servidores

Os vereadores decidiram se posicionar ao lado dos servidores em sua campanha salarial. A partir da iniciativa proposta pelo vereador Reinaldo Fernandes (PT), cinco vereadores prepararam um documento para ser entregue ao Prefeito Brandão (agora, do PSB) e a seus secretários. No documento, Reinaldo Fernandes, Renata Marilian (PPS) e Alessandra de Oliveira (PPS) – membros da Comissão de Educação e Saúde da Câmara Municipal -, Hideraldo Santana (PSC) e Lucas Machado (Rede) invocam a data-base dos servidores públicos municipais em 1º de abril; o art. 7º, inciso VI, da Constituição Federal, que garante a “irredutibilidade do salário”; o art. 37, inciso X da Constituição Federal, que garante que “a remuneração dos servidores públicos” terá “assegurada revisão geral anual, sempre na mesma data”; e lembraram “o processo inflacionário atual”.
Os vereadores solicitaram da administração “que faça um esforço e análises pertinentes, no sentido de empreender negociação real, que aponte para resultados reais, no que diz respeito aos salários e tíquete alimentação dos servidores públicos municipais de nossa cidade”. “Não é possível que a administração, depois de fazer inúmeras reuniões com as representações dos servidores, continue propondo reajuste de 0% (zero por cento) tanto para os salários quanto para o auxílio de alimentação”, defenderam os vereadores.

Sugestões para reduzir gastos

Os vereadores fizeram uma série de sugestões à Administração no sentido de se fazer “economia que poderão gerar recursos para serem aplicados aos reajustes”. Entre as sugestões dadas estavam a “diminuição drástica no número de cargos comissionados na Administração Municipal”, “redução dos valores pagos aos cargos comissionados”; e “extinção do tíquete alimentação pago ilegalmente aos secretários municipais de governo”.

Na reunião do Plenário do dia 5 de maio, o vereador Reinaldo Fernandes, depois e usar a Tribuna para falar sobre o documento, convidou os demais vereadores para o assinarem também e todos concordaram, o que reforçou o pedido da Câmara Municipal. No dia 10 de maio, os vereadores se reuniriam com a Secretária de Administração para entregarem as reivindicações. A reunião foi marcada pela presidente da Comissão de Educação e Saúde, Alessandra Oliveira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário