Busque em todo o blog do Jornal de fato

Entre em contato conosco: defatojornal@gmail.com / 99209-9899

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Edição 186 – Maio 2016
Aliado de Aécio Neves teria recebido suborno para financiar campanha eleitoral

O ex-presidente do PSDB de Minas, aliado do senador Aécio Neves, teria recebido propina de R$ 1,5 milhão, dinheiro vindo de contrato superfaturado de venda de equipamentos para o centro de pesquisa mineiro “Cidade das Águas”.
A declaração é do executivo português Firmino Rocha, em delação premiada assinada com o Ministério Público de Minas Gerais, na operação “Aequalis”, conforme noticiou o Jornal Folha de S. Paulo.  Nárcio Rodrigues foi preso no dia 30 de maio.
Segundo o delator, parte do suborno foi destinado ao financiamento ilegal de campanhas eleitorais. Na época, Rodrigues ocupava o cargo de secretário estadual de Ciência e Tecnologia do governo do hoje senador Antônio Anastasia (PSDB). O candidato da família foi seu filho, Caio Nárcio (PSDB), apoiado em Brumadinho pelo ex-prefeito Nenem da ASA (PV).

Ligação com Aécio Neves

Rodrigues foi um dos coordenadores políticos das campanhas eleitorais estaduais de Anastasia em 2010 e do tucano Pimenta da Veiga, derrotado no pleito de 2014. Ex-presidente do PSDB estadual e ex-deputado federal em cinco mandatos, sempre teve forte ligação com o senador Aécio Neves (PSDB-MG).
Firmino Rocha revelou que a propina foi paga para que o grupo Yser, um dos maiores de Portugal, fosse beneficiado em contrato superfaturado no esquema de aquisição de material para a “Cidade das Águas”, projeto da Fundação Hidroex, sediado em Frutal (MG), cidade natal de Nárcio e Caio Rodrigues e sua base eleitoral.
Segundo a Controladoria-Geral de Minas Gerais, que investigou a obra em conjunto com o Ministério Público, os equipamentos foram comprados sem licitação e com superfaturamento de R$ 3,8 milhões. Apesar de terem sido pagos, os equipamentos não teriam sido entregues, gerando prejuízo de R$ 8 milhões ao governo do Estado.

Com informações do Jornal Folha de S. Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário