Busque em todo o blog do Jornal de fato

Entre em contato conosco: defatojornal@gmail.com / 99209-9899

segunda-feira, 17 de julho de 2017


Edição 199 – Junho 2017

Atos e Greve Geral pedem Fora Temer e Diretas Já!

A situação do presidente ilegítimo Michel temer piora a cada dia. michel temer chegou ao governo através de um golpe de estado parlamentar-mediático-jurídico. Agora, o presidente foi pego “com a boca na botija”, envolvido em corrupção com os proprietários da JBS, denunciado por obstrução da Justiça, corrupção e formação de quadrilha. Via JBS, o presidente golpista (PMDB) pagaria meio milhão de reais ao prisioneiro Eduardo Cunha (PMDB), por semana, para não ser delatado pelo ex-presidente da Câmara de Deputados. O ex-deputado e assessor direto de temer, Fernando Rocha Loures (PMDB) foi pego pela Polícia Federal com uma mala de propina contendo 500 mil reais. Segundo Joesley Batista, temer seria o líder da “maior e mais perigosa quadrilha do Brasil”. A Câmara Federal discute agora abertura de processo contra o presidente golpista. 
Parcela da elite nacional agora quer derrubar temer, como o sistema Globo de comunicação. No entanto, quer apenas trocá-lo por outro capaz de dar continuidade às reformas, especialmente a Trabalhista e da Previdência. Por outro lado, o movimento social não aceite que a elite nacional troque temer por um qualquer que ela queira. Segundo recente pesquisa do jornal Folha de São Paulo (de 23 de junho), 83% da população quer eleições diretas.

Greve Geral de 30 de junho
 
fotos: reinaldo fernandes
No dia 30 de junho, o Brasil viveu mais um dia de greves em todo o território nacional. O movimento, encabeçado por centrais sindicais como a CUT e a Conlutas; pela Frente Brasil Popular e Povo Sem Medo reuniu milhares de pessoas em manifestações país afora. Em Minas Gerais houve manifestações em Belo Horizonte, Uberlândia, Viçosa e Juiz de Fora. Em Brumadinho, na mesma semana da greve, o Sind-UTE – Sindicato dos Trabalhadores em Educação – Subsede Brumadinho – distribuiu panfletos, adesivos e conversou com motoristas na entrada da ponte sobre o rio Paraopeba. 



Ato pelas Diretas Já reúne 40 mil em Belo Horizonte

Semanas antes da Greve Geral, várias capitais realizaram grandes manifestações pelas Diretas Já. Atos com muita música – aos moldes das Diretas Já dos anos 80 – reuniram milhares e milhares de pessoas no Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador e Belo Horizonte.
Em BH o ato aconteceu no dia 16 de junho. Cerca de 40 mil pessoas lotaram o Centro de Belo Horizonte para pedir Diretas Já. Em ato organizado pela União Nacional dos Estudantes, Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo, universitários de todo o Brasil, artistas e trabalhadores puxaram palavras de ordem contra michel temer e a favor da Educação.

Organizado pela União Nacional dos Estudantes, ato pela Diretas em BH reuniu artistas, parlamentares e movimentos sociais


 “Estamos aqui pela restauração da ordem democrática no Brasil, por um movimento estudantil igualitário e contra a agenda de retrocessos imposta por essa corja ilegítima que assaltou o poder”, afirmou o estudante Dhonata Melo, da Universidade Federal do Sul da Bahia, que veio participar do 55º Congresso da UNE (Conune).
A presidenta do Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais, Alessandra Melo, participou da manifestação e comemorou a presença dos estudantes. De São Paulo, o estudante de Bioquímica, Peppi Araújo, destacou o protagonismo da juventude na história do Brasil: “as ruas tem que pressionar e atingir mais duramente o Congresso Nacional e o Judiciário, eles precisam se tocar que o país quer Diretas e que o governo Temer acabou.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário