Busque em todo o blog do Jornal de fato

Entre em contato conosco: defatojornal@gmail.com / 99209-9899

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Edição 199 – Junho 2017
Editorial

Aécio Neves, um assassino. Que não nos fará desistir.

No dia 30 de junho, o Brasil viveu mais um dia de greves em todo o território nacional. O movimento reuniu milhares de pessoas em manifestações país afora. No mesmo dia, o Supremo Tribunal Federal determinou a volta de Aécio Neves (PSDB) ao Senado e soltou da prisão Rocha Loures, “o deputado da mala”.  Antes, já tinham soltado da cadeia Andreia Neves, o primo de Aécio Neves que carregou a propina de dois milhões de Aécio e um assessor do Senador Zezé Perrrela (PMDB), que transportara os dois milhões de propina de Aécio Neves (PSDB). Enquanto isso, Joesley Batista, da JBS, o delator de temer (PMDB), continua andando livre, leve e literalmente solto pelas ruas.
Não bastasse, o Ministro Marco Aurélio de Melo, do STF, que devolveu Aécio Neves (PSDB) ao Senado, questionado no início da semana por uma repórter sobre o Supremo não ter discutido a situação de Aécio (PSDB), deixando para o 2º semestre, respondeu cinicamente: “Que tal o retorno dele à cadeira de senador?” E saiu rindo, numa atitude que seria inconcebível para um juiz, muito menos do Supremo. Mas uma atitude que mostra a que chegamos, o nível de nossas “autoridades”. Ao determinar a volta de Aécio (PSDB), Marco Aurélio ainda teceu uma série de elogios ao peessedebista.
Contra Aécio (PSDB) não há apenas delação de bandidos, power pointeres ou “convicções”, como em todos os casos anteriores a esse e ao de temer. Contra Aécio (PSDB) há gravação da Polícia Federal, há malas chipadas e seguidas. Ele não apenas pediu propina a Joesley Batista: ele prometeu matar o primo antes que delatasse! Trata-se de um assassino em potencial!
Aécio (PSDB) ainda é acusado de envolvimento em tráfico de drogas: um avião do amigo Zezé Perrela (PMDB) foi pego no aeroporto da família de Aécio (PSDB) com meia tonelada de pasta base de cocaína. Ele ainda é suspeito de mandar matar o Policial Civil Lucas Arcanjo, célebre por propagar denúncias contra o tucano. Nesse sentido, todos que denunciam Aécio (PSDB), como o deputado Rogério Correia (PT), estão agora correndo risco de vida.
Essa outra façanha do Supremo, a determinação de devolver o cargo a Aécio (PSDB), indignou o país.  “Desisto deste país, das instituições, da política, do povo...”, escreveu no facebook uma amiga.
Mas, que desistamos, não é exatamente isso que gente como Aécio Neves (PSDB), temer (PMDB), Jucá (PMDB), Gilmar Mendes, a rede Globo e tantos outros querem que façamos?  Com sindicatos, com greve geral, com redes sociais, já fazem o que fazem, imagine se desistirmos!

Reinaldo Fernandes
Editor
Não, não desistamos! Pelo contrário, que atitudes como essa do Supremo sirvam para aumentar nossa resistência, turbinar nossa indignação. Desistir é o que os bandidos querem, mas eles não mandam em mim, nem em você, nem em nossa esperança! A hora é de erguer a cabeça, reorganizar as fileiras e ir à luta! Uma hora dessas a gente faz gol de placa, muda esse jogo, e vai pra galera!

Nenhum comentário:

Postar um comentário